Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

PREVENÇÃO

Governo discute e avaliam retorno das aulas presenciais

sexta-feira, 31/07/2020, 08:55 - Atualizado em 31/07/2020, 09:42 - Autor: Tiago Furtado/Diário do Pará


O encontro ocorreu na sede da Procuradoria-Geral (PGE), em Belém (imagem ilustrativa)
O encontro ocorreu na sede da Procuradoria-Geral (PGE), em Belém (imagem ilustrativa) | Valter Campanato/Agência Brasil

Representantes de escolas particulares estiveram, na manhã da última quinta-feira (30), reunidos com o procurador-geral do Estado, Ricardo Sefer, para apresentar as principais demandas do setor e solicitar o retorno das aulas presenciais na rede de ensino privado do Pará. O encontro ocorreu na sede da Procuradoria-Geral (PGE), em Belém, após protesto realizado pela União das Escolas Particulares do Pará, pela área comercial da capital, na quarta-feira (29).

O presidente da comissão, Marcelo Ferreira, disse que todas as 58 instituições, representadas pela União, estão preparadas e segundo os protocolos rígidos de prevenção para o retorno das atividades presenciais nas unidades. O pedido inicial é de que as aulas sejam retomadas já no próximo dia 3 de agosto.

“Vamos seguir os protocolos para que seja um retorno seguro e responsável. Dentre os cuidados, vamos adotar o retorno gradativo, com apenas 25% dos alunos neste primeiro momento, além do distanciamento social obrigatório. Também será implantado um sistema híbrido, ou seja, aquele aluno ou familiar que não se sentir seguro com a volta das aulas presenciais, poderá seguir com o aprendizado online, que vai continuar a ser ofertado pelas escolas.”

No dia 17 de julho, a PGE recebeu o protocolo sanitário de orientação e prevenção contra o novo coronavírus, formulado pelo Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado do Pará (Sinepe) e Conselho Estadual de Educação (CEE), o qual garante, entre as medidas, a limpeza e higienização constantes dos ambientes, além da oferta de álcool em gel e do trabalho de monitoramento e conscientização quanto aos cuidados necessários nas instituições.

“Recebemos este protocolo, fizemos a análise e encaminhamos para a avaliação do comitê técnico, o qual já nos deu retorno dizendo que foram aprovadas as medidas apresentadas pelos setores no documento. Agora, vamos aguardar a sinalização dos grupos de pesquisa da Universidade do Estado do Pará (Uepa), quanto ao inquérito epidemiológico realizado pela instituição, e da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), que tem feito o levantamento técnico e científico para embasar as decisões do governo estadual sobre as ações na pandemia”, complementou o procurador-geral, Ricardo Sefer.

De acordo com o procurador, a previsão é que, já na sexta-feira, todos esses dados sejam apresentados aos órgãos competentes e ao governador Helder Barbalho, para embasarem a tomada de decisão sobre as novas medidas, inclusive referente ao retorno gradativo das aulas presenciais em todo o Estado.

AVALIAÇÃO

“Estamos avaliando cada situação de forma cuidadosa. Todas as decisões serão tomadas com solidez, porque queremos dar segurança à sociedade e aos órgãos de controle quanto as medidas adotadas daqui para frente. Ainda não há uma definição, estamos avaliando, e o que for decidido será com base na ciência, sem colocar em risco a saúde da população”, finalizou.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS