Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

MERCADO

'Mercado Preto é Saúde': campanha fortalece empreendedores negros

terça-feira, 28/07/2020, 13:37 - Atualizado em 28/07/2020, 13:37 - Autor: Com informações da assessoria


Campanha reúne diversas marcas do afroempreendedorismo local.
Campanha reúne diversas marcas do afroempreendedorismo local. | Reprodução

Fortalecer o empreendedorismo negro em Belém no contexto da pandemia. Este é o principal objetivo da campanha "Mercado Preto é Saúde", uma açãoo realizada pelo Festival Exú.

A ação consiste na venda online dos Afroboxes, kits que reúnem produtos e serviços de diversos empreendimentos da cidade e Região Metropolitana, contendo artigos de moda, literatura, autocuidado, artes gráficas, cheiros e sabores e, claro, prevenção à Covid-19. 

Ver esta publicação no Instagram

Abram alas para a Diva dos Afroboxes, @leonaoficial ! Afinal de contas, quem melhor que ela para representar o Empreendedorismo Afro Amazônico em Belém? Desde muito jovem a Leona entendeu que mostrar seus talentos artísticos ao mundo era seu caminho. Ela começou brincando de fazer vídeos bem humorados com os amigos e postar na internet, e isso ganhou tanta visibilidade que se transformou em trabalho, reconhecimento, sustento da casa e motor para a realização de mais e mais sonhos. O caminho não foi fácil para uma mulher negra, periférica, LGBTQI+ e nortista, mas como ela mesma canta "a lagartinha virou borboleta lacrativa" e hoje é conhecidíssima como a noite de Paris!  Para nós do Festival Exú, Leona é a síntese do empreendedorismo Afro Amazônico: existências negras livres que impactam a realidade dentro e fora de seus territórios através do trabalho e do desejo de acessar vidas melhores para si e para os seus. Estamos muito bem representades, né não? Obrigada, Leona! Foto: @joaoirineusilvaneto Arte: @tintapreta2017

Uma publicação partilhada por Festival Exú (@exufestival) a

Os empreendedores negros no mercado paraense impactados todos os dias pelo racismo, agora tentam driblar a crise econômica imposta pelo atual cenário.

Segundo os organizadores, a campanha chega justamente com esse propósito: estratégias para aquecer a economia e proteger a saúde da população preta, ajudando a mantê-la em casa.  

Ver esta publicação no Instagram

Ei, a Pandemia ainda não acabou! A gente bem que gostaria que isso tudo já tivesse passado, mas a verdade é que no Brasil ainda temos índices altíssimos de mortes e novos infectados por Covid-19, então fique em casa e previna-se!  Com o Afrobox que apresentamos hoje, além se proteger usando a máscara da @africa_vestes e o álcool para as mãos da @ibissaboaria , você pode melhorar sua imunidade com o Mel com Açafrão da @redebragantinaes e o Própolis de Uruçu da @bio_floregrao , ambos produtos agroecologicos e da economia solidária. Visite nossa loja, adquira um Afrobox de prevenção à Covid-19 e cuide de si, dos seus e dos nossos. O link está na Bio! #covid_19 #afroempreendedorismo #economiasolidaria #agroecologia #belemdopara #amazonia

Uma publicação partilhada por Festival Exú (@exufestival) a

Os AfroBoxes reúnem diversas marcas do afroempreendedorismo local. As mercadorias vêm embaladas em paneiros, produzidos de forma artesanal, com matéria-prima da região e que podem ser reutilizados e vendidos para todo o Brasil. Para comprar, basta acessar a loja virtual do Festival Exú, escolher um box já montado ou montar o do seu jeitinho! As entregas locais (Belém e Ananindeua) são realizadas aos sábados com uma taxa fixa no valor de R$10. Já as externas são feitas via Correios com o frete calculado conforme a localização de destino.

O valor de cada produto vendido é repassado integralmente aos empreendimentos que fazem parte da campanha, sem qualquer cobrança de taxas, contribuindo para a geração de renda, escoamento da produção e divulgação de empreendimentos negros da região amazônica.

Ver esta publicação no Instagram

Oi, pessoal! Esperamos que estejam bem e tenham um ótimo Sábado ✨✨✨ Nós estamos muito felizes com a aceitação dos Afroboxes por vocês e desde já agradecemos todo o apoio que temos recebido. Obrigada! Hoje vamos apresentar mais uma categoria de produtos, especiais para os amantes do universo literário... Preto! No Afrobox de Literatura você encontra livros novos, usados, artesanais e fanzines com temáticas da negritude, além de marcadores e canecas homenageando intelectuais e artistas negras. O box da foto reúne o livro "Mulheres de fogo", da escritora paraense @robertaraizes , um livro de tema Ribeirinho do @sebodogueto , os zines "Nós aqui e agora ou Cartas naufragas" e "Vai passar", do artista @rmsleao e um marcador da artista @casathaypetit em homenagem à rainha Elza Soares. . Corre lá na nossa loja pra conferir todos os boxes da categoria, lembrando que o estoque é limitado. Link na Bio! #belemdopara #amazonia #tecnologiasocial #afroempreendedorismo

Uma publicação partilhada por Festival Exú (@exufestival) a

A segunda fase dos AfroBoxes, que será lançada no início de agosto, incluirá culinária, serviços e produtos para crianças.  

A iniciativa é patrocinada pela Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel) através do edital 004/2018 para Projetos de relevância Social e tem apoio da Fundação Tilde Setúbal através do fundo emergencial para Covid-19 "Enfrente". 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS