Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

NOVIDADE

Primeira sessão de cinema em formato drive-in teve público acanhado

domingo, 26/07/2020, 10:32 - Atualizado em 26/07/2020, 11:18 - Autor: Laís Azevedo


Com espaço para 150 carros, somente 20 veículos estiveram na sessão de estreia. Criticado nas redes ao longo da semana, preço salgado pode ter afastado público.
Com espaço para 150 carros, somente 20 veículos estiveram na sessão de estreia. Criticado nas redes ao longo da semana, preço salgado pode ter afastado público. | Wagner Santana

Houve os ansiosos e os mais relaxados na hora de curtir a primeira sessão de cinema em formato drive-in realizada na noite da última sexta-feira, 24, em Belém. O número de carros não chegou a 20, na área que disponibilizou até 150 vagas, no shopping Bosque Grão-Pará. Mas o primeiro carro chegou às 17h para a sessão que iniciou às 18h45, com “Rambo: Até o Fim”, o último longa da franquia, lançado em 2019.

“A gente estava bem ansioso por uma programação cultural, para ver como vai ser. E também chegou cedo pelo fato de ser uma novidade, a gente pensou que ia ser um pouco tumultuado, mas a organização está excelente. Tem várias pessoas orientando, todos protegidos”, comentou o chefe de cozinha João Vitor Moraes, 33, que dirigia o primeiro carro a chegar ao local, acompanhado da esposa, a advogada Lívia Renata, 37.

O procedimento foi mesmo padrão, com uma produção que demandou cerca de 60 profissionais, da montagem da tela ao atendimento para venda e entrega de alimentos, segurança e orientação. Todas as etapas de prevenção à Covid-19 foram seguidas, sendo a primeira delas a aferição da temperatura de todos que chegavam para a sessão. O posicionamento dos carros foi bem separado, e se respeitou as orientações do uso de máscara, assim como a necessidade de se manter dentro dos veículos.

Com poucos carros - apenas duas fileiras foram preenchidas - o atendimento também foi mais rápido ao longo da sessão. E não houve reclamação de distanciamento da tela. “O atendimento foi bem rápido. E o preço [da pipoca] está acessível, R$ 8, comparado ao preço normal do cinema”, considerou João Vítor. Mas teve quem achasse bem salgado, como o empresário Paulo Ribeira, 47. “É o preço médio lá dentro, mas o tamanho da pipoca é bem menor, então não compensa”, opinou.

A triste história da origem do bairro do Guamá. Conheça!

Estudantes de baixa renda relatam a dificuldades em estudar em casa e sem recursos

Pelo próprio filme escolhido para a primeira sessão, com bastante violência e cenas fortes, o público foi formado por casais, todos adultos. Apenas dois carros traziam mais do que duas pessoas, e a solução para elas foi posicionar o veículo de forma perpendicular, para que o carona pudesse ver pela própria janela, ao lado. “Para mim está ótimo”, comentou a estudante Carolina Ramos, 19, que estava ocupando o banco de trás, acompanhada da família. Todos comentaram que esta era uma boa solução para aliviar o isolamento na pandemia.

“Além de ser uma novidade, chamou nossa atenção porque é muito seguro também. Dá para vir e continuar dentro do carro, com segurança. É diferente de um bar, que tem pessoas circulando facilmente”, comentou Lívia.

O casal Rodrigo Coelho, 25, e Alessa Borges, 26, também aprovou a ideia. “É algo muito interessante, muito diferente por aqui. Eu, particularmente, estou achando interessante, está fluindo bem. Infelizmente, só a chuva que está meio atrapalhando, mas fora isso está tudo tranquilo”, disse ele.

E a chuva realmente ameaçou atrapalhar no início da sessão, porém, mesmo quando ela já havia passado, muitos optaram pelo conforto das janelas fechadas e o uso do ar condicionado - o que exigiu o uso do rádio para acompanhar o áudio do filme. Como havia sido informado, uma frequência de FM foi disponibilizada para quem quisesse o som direto no ambiente do carro. Três deles tiveram problemas inicialmente, mas receberam apoio técnico e logo puderam sintonizar e acompanhar bem a projeção.

Sobre o preço dos ingressos, que geraram alguns comentários em rede durante a semana, Rodrigo comentou que seria interessante ter um valor mais acessível para quem estivesse em casal, como foi o caso da maioria dos participantes da sessão de estreia. “Para um carro com quatro pessoas, é acessível, dentro do que já se paga no cinema do shopping. No entanto, poderia ter um valor diferente para um carro com duas pessoas”, sugeriu.

Conforme a sessão seguia, o clima parecia de satisfação para quem escolheu a novidade como programa de uma noite de sexta, com direito a uma sensação de alívio do isolamento. “Principalmente pra gente, que não frequenta a casa um do outro, é difícil parar para assistir a um filme. Essa é uma oportunidade que a gente tem de fazer isso na situação que a gente está, de pandemia”, comentou Alessa.

Hoje, o projeto, chamado “Circuito Cine Drive-In”, ainda terá mais duas sessões, com a animação “Spark Uma Aventura Espacial”, às 18h45, com classificação livre; e o filme de ação/suspense “Invasão Ao Serviço Secreto”, às 21h30, com classificação a partir de 14 anos. A expectativa da organização é que o público cresça e o circuito possa ser mantido com novos títulos em cartaz no próximo final de semana.

Circuito Cine Drive-In

Quando: Hoje, às 18h45(”Spark Uma Aventura Espacial”) e 21h30 (Invasão ao Serviço Sectreto”)

Onde: Estacionamento do Shopping Bosque Grão-Pará

Quanto: R$ 140 (inteira) e R$ 70 (meia), por veículo. Para meia-entrada, todos os ocupantes devem ter carteira de estudante ou 1kg de alimento por pessoa.

Venda de Ingressos: Loja do Cine Drive In, localizado no piso superior (ao lado da loja City Shoes) ou online

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS