Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

SEU BOLSO

Saiba como fazer render o dinheiro do FGTS e do auxílio emergencial

Especialista ouvida pelo DIÁRIO recomenda o que fazer com os benefícios para quem optou por recebê-los durante a crise do novo coronavírus. Fique atento às dicas!

sábado, 25/07/2020, 07:28 - Atualizado em 25/07/2020, 07:36 - Autor: Pryscila Soares


Ter o orçamento doméstico sob controle é importante na hora de sacar algum benefício.
Ter o orçamento doméstico sob controle é importante na hora de sacar algum benefício. | Reprodução

Em meio à crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus, os recursos liberados pelo governo federal, como o Auxílio Emergencial e o saque do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), estão sendo, em alguns casos, a única fonte de renda de muitas famílias. Para outras, estão servindo de complemento para a renda. E, nesse momento, planejar o orçamento doméstico é essencial para fazer o uso consciente dos valores.

Para a educadora financeira e vice-presidente Regional da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), Ana Ferrari, ao lançar mão desses recursos, as pessoas precisam estar com o planejamento do orçamento doméstico elaborado. O ideal é elencar todas as despesas fixas para saber o montante utilizado para arcar com esses compromissos financeiros. Caso haja sobra desse dinheiro mesmo que em pequenos valores, a especialista recomenda a poupar para construir uma reserva financeira.

“É importante que haja uma conversa entre pais e filhos, reunindo todos que ali contribuem financeiramente, tanto para a entrada de receita quanto para formar essas despesas. Partindo desse orçamento que vai suprir as necessidades mensais, se consegue fazer um planejamento de curto, médio e longo prazos”, disse a educadora financeira.

Caixa abre 680 agências neste sábado (25) para pagamento do Auxílio e do FGTS

Saiba quais são os bares e restaurantes que estão liberados para funcionar no Combu

Se a pessoa ainda não for uma investidora, mas deseja criar uma reserva financeira, vale procurar o gerente da instituição bancária ou até uma corretora financeira, que irá orientar sobre o tipo de investimento mais compatível. “Se sobrar, mesmo que seja R$ 10, guarde. E tenha um destino para isso. Existem eventualidades que podem acontecer. Tendo um dinheiro físico investido, seja num banco ou na corretora, é possível visualizar o que vai fazer em determinadas situações”, explicou.

Um dos pontos principais do planejamento do orçamento é definir medidas de economia doméstica, por exemplo, para evitar o desperdício de alimentos, fazendo aquela listinha antes de sair para o mercado e comprar o que realmente será consumido pela família. É válido ainda reunir a família para evitar gastos com itens considerados supérfluos, além de utilizar energia e água de forma consciente.

“Reduza o consumo de forma consciente. Por exemplo, a energia elétrica, se você saiu de um ambiente desligue a luz. São coisas que a família acaba incorporando no dia a dia. Se você tem uma rota diária de ida e volta do trabalho e nesse percurso precisa passar no mercado, aproveite para fazer isso dentro dessa rota para economizar combustível”, reforçou.

AUXÍLIO EMERGENCIAL: CALENDÁRIO E PARCELAS

- O novo calendário unificado de pagamentos do auxílio emergencial começou no dia 22 de julho com o Ciclo 1, que vai até o dia 26 de agosto. No dia 24 de julho, recebem o pagamento do auxílio emergencial os beneficiários nascidos no mês de fevereiro, um total de 3,5 milhões de brasileiros segundo a Caixa Econômica Federal.

- Cada um recebe uma parcela diferente, dependendo de quando receberam a primeira parcela do auxílio – mas, neste primeiro ciclo, todos que foram aprovados para receber o auxílio emergencial recebem o pagamento.

Essa é a data em que será possível usar os R$ 600 de forma digital – para pagar contas e boletos, fazer compras online usando o débito virtual e compras físicas com o pagamento por QR Code.

FGTS: VALOR DO SAQUE E QUANDO TER ACESSO

- O valor do saque emergencial do FGTS tem o teto máximo de R$ 1.045, considerando a soma dos saldos de todas as contas ativas ou inativas. Os trabalhadores nascidos em março poderão sacar a partir do dia 22 de agosto. Já o crédito dos recursos na poupança social começou no dia 29 de junho para trabalhadores nascidos em janeiro. Nesse caso, o saque será liberado no próximo dia 25.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS