Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

SALÁRIOS ATRASADOS

Rodoviários paralisam atividades em empresa de ônibus em Belém

terça-feira, 30/06/2020, 10:53 - Atualizado em 30/06/2020, 10:53 - Autor: DOL


Empresa está operando com menos de 20% da capacidade na manhã de hoje em razão do protesto
Empresa está operando com menos de 20% da capacidade na manhã de hoje em razão do protesto | Reprodução

Motoristas e cobradores da empresa Via Luz, que faz a linha Pedreira Condor e Pedreira Felipe Patroni, paralisaram as atividades na manhã desta terça-feira (30) em Belém. Eles reivindicam o pagamento de salários atrasados.

De acordo com o presidente do Sindicato da categoria, Everton Paixão, os trabalhadores exigem as obrigações da empresa após diversas denúncias já feitas por eles e pelo próprio Sindicato ao Ministério Público do Trabalho (MPT) e estão sem resposta.

Segundo Everton, em fevereiro de 2019 houve uma audiência no MPT e a empresa se comprometeu a pagar, além dos vencimentos, o vale alimentação e férias que estão atrasados aos trabalhadores, mas, o acordo não foi cumprido pela empresa.

"Os profissionais estão trabalhando sem receber e a situação só vem piorando, e esperamos uma solução para essa situação. A empresa opera com apenas seis ônibus quando deveriam ser 35", disse Everton.

A manifestação dos rodoviários segue na frente da empresa, que fica no bairro da Pedreira, na travessa Marques de Herval com Enéas Pinheiro, em Belém. Um representante da Semob está no local para tentar fazer uma negociação com a categoria.

Everton Paixão

O DOL tenta contato com a empresa Via Luz, mas até o momento não tivemos nossas ligações atendidas.

Empresa está operando com menos de 20% da capacidade na manhã de hoje em razão do protesto
Empresa está operando com menos de 20% da capacidade na manhã de hoje em razão do protesto | Reprodução
Empresa está operando com menos de 20% da capacidade na manhã de hoje em razão do protesto | Reprodução

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS