Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

DESRESPEITO

Empresa descumpre orientação e lota ônibus que faz viagem intermunicipal no Pará

segunda-feira, 29/06/2020, 18:12 - Atualizado em 29/06/2020, 18:15 - Autor: Paloma Lobato


| Reprodução/WhatsApp

Apesar de todos os esforços da Agência de Regulação Controle dos Serviços Públicos do Estado do Pará (ARCON) para evitar aglomerações em transportes no Pará, algumas empresas seguem desrespeitando as orientações no enfrentamento à pandemia do Coronavírus.

Uma internauta, que não quis ser identificada, denunciou a super lotação dos ônibus que fazem o transporte de passageiros vindos do município de Igarapé Miri para a capital paraense, pela empresa Jarumã Rodofluvial. Em um registro feito pela denunciante, na tarde desta segunda-feira (29), é possível ver todos os bancos do veículo ocupados, o que vai contra a orientação de que o transporte opere com apenas 80% de sua capacidade. 

"Eu só comprei a passagem porque o rapaz da empresa tinha afirmado que não teria lotação, mas não foi isso que vimos quando entramos no veículo. Eu conferi o número de assentos e vi que só dois estavam vazios", declarou a denunciante.

Empresas de transporte intermunicipal recebem orientações sobre higienização

Belém mantém fronteiras fechadas e proibição de transporte intermunicipal
Além disso, ela alega que os ônibus não estão passando por higienização em todas as viagens. "O ônibus chegou no terminal hidroviário, descemos do mesmo e, logo em seguida, outros passageiros que estavam vindo de Belém para Igarapé-Miri subiram nele, sem os funcionários da empresa terem feito qualquer limpeza no veículo. Além disso, na entrada do ônibus, eles não fazem a higienização com álcool em gel nas mãos dos passageiros. Eles não nos dão segurança de nada, o que é um risco muito grande pra quem precisa desse transporte", ressaltou a internauta. 

"Eles não fazem higienização. Eu que borrifei álcool 70 que eu tenho na bolsa, na minha cadeira. E isso não é só no ônibus, no barco também acontece a mesma coisa. Coloquei uma bolsa na cadeira ao meu lado pra ver se fico sem gente perto. Quando questionei sobre a lotação para os funcionários, ainda fui tratada com grosseria, como se eles tivessem razão", finalizou a denunciante. 

Posicionamento

Em nota, a operadora de transporte Jarumã informa que, de acordo com o decreto estadual 800/2020 de 18/06/2020, pode operar com capacidade máxima de 80% da lotação do veículo, que corresponde a 38 passageiros. 

Sobre a higienização, a empresa diz que em os todos veículos, na entrada, tem recipientes fixos com álcool em gel e as limpezas são feitas, por horário, conforme orientação da OMS.


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS