Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

CRISE

Belém perdeu mais de 4 mil vagas de emprego em abril

sexta-feira, 26/06/2020, 07:48 - Atualizado em 26/06/2020, 07:48 - Autor: Denilson D’Almeida


O comércio foi um dos setores que mais demitiu em abril, por causa da pandemia da covid-19
O comércio foi um dos setores que mais demitiu em abril, por causa da pandemia da covid-19 | Wagner Santana

Belém é a cidade que concentra o maior número de desempregados no Estado desde que a pandemia do coronavírus chegou ao território paraense. Foram 7.484 demissões somente no mês de abril, segundo apontou um estudo inédito realizado pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos no Pará (Dieese/PA). Naquele mesmo mês, o número de novas contratações ficou em apenas 3.396. Ou seja, abril terminou com um saldo negativo de 4.093 postos de trabalho em Belém.

O supervisor técnico do Dieese, o economista Roberto Sena, explicou que a pesquisa traçou um panorama sobre os impactos da pandemia de covid-19 nas 12 regiões de integração do Estado. Todos os 144 municípios paraenses estão inseridos no estudo. “Na Região Metropolitana de Belém, a cidade que registrou o maior número de desempregados foi a capital”, apontou Sena. “É isto é apenas o começo. O cenário vai piorar e vai ter mais desemprego”, frisou ao responder sobre as expectativas para o segundo trimestre de 2020, período que vai de abril a junho.

Em todo o Estado do Pará foram registradas cerca de 9.300 demissões. Para Sena, será bem difícil reverter o quadro da geração de empregos enquanto a pandemia durar. Todavia, a criação de políticas públicas poderá amenizar os danos. Inclusive, a iniciativa privada vai precisar destas ações do poder público. “O estudo, volto a dizer, é inédito e está mostrando o tamanho do efeito da pandemia na Economia e no mercado de trabalho”, reforçou o economista.

SETORES

Os três setores que mais registraram perdas de postos de trabalho foram o Comércio, Serviços e a Indústria. “Mesmo com a reabertura de algumas atividades econômicas, ainda não é possível falar de movimento na Economia. As pessoas estão com medo de comprar, comprando menos. Há um cenário de incertezas para os consumidores”, disse o supervisor técnico.

Enquanto Belém apresentou os piores índices do desemprego, cidades bem menores, como Santa Izabel do Pará encerraram abril com um saldo positivo de geração de empregos no mês de abril. Foram 106 novos postos de trabalho por lá. E o detalhe é que Santa Izabel faz parte da Região Metropolitana de Belém. Roberto Sena reiterou que encaminhou o estudo para o Governo do Estado, para ajudar na elaboração de políticas voltadas para a geração de empregos.

Maiores perdas de emprego no Pará

- CIDADES QUE PERDERAM MAIS VAGAS - ABRIL DE 2020

BELÉM: -4.083 vagas

ANANINDEUA: - 834

SANTARÉM: -567

CASTANHAL: -516

ALTAMIRA: -490

MARABÁ: -483

- QUEM MAIS CONTRATOU

SANTA IZABEL:

- MAIS 106 VAGAS

DOM ELISEU: + 39

MOJU: + 29

Fonte: DIEESE/PA

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS