Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

SEM CONTATO

Programa auxilia reencontro de família em Belém após 70 anos

terça-feira, 02/06/2020, 23:22 - Atualizado em 02/06/2020, 23:22 - Autor: Com informações do MPPA


| Marcelo Seabra/Agência Pará

Na segunda quinzena de maio, o Programa de Identificação e Localização de Pessoas Desaparecidas do Pará (Plid-Pará) do Ministério Público do Estado (MPPA) localizou a família de uma senhora de 86 anos levada da sua terra natal, em Belém, para a cidade de São Paulo (SP) quando adolescente.

Em 1952, a então adolescente de 15 anos, Maria Nazaré Campos Corrêa, viajou para São Paulo  na perspectiva de emprego e  perdeu todos os contatos com os familiares de Belém.

O filho da agora senhora de 86 anos havia contatado o MPPA pedindo auxílio para encontrar os familiares de sua mãe.

Emerson Correa relatou o grande desejo da mãe em reencontrar os familiares paraenses:  ‘’Infelizmente foi mais uma que com um sonho de uma vida melhor, saiu de sua terra natal e teve seu sofrimento aqui em São Paulo, trabalhando só para comer, há muito tempo tento reencontrar mas sem sucesso. Hoje com 86 não tem nenhum contato ou sequer notícia de alguém de Belém’’, dcontou Emerson quando entrou em contato com o MPPA.

Desde sua instituição o Plid-Pará é vinculado ao Centro de Apoio Operacional Criminal (CAO/Criminal), sob a coordenação do promotor de justiça José Maria Costa Lima Junior. O promotor comentou sobre  o caso da senhora em São Paulo, ressaltando a funcionalidade e rapidez da busca ativa do Plid Pará.

‘’A princípio com apenas o nome dos familiares, foi construído um organograma familiar que iniciou o procedimento de  busca nos sistemas de banco de dados, localizando todos os seis irmãos e os filhos destes. Visto que os irmãos da Senhora Maria são falecidos, tivemos que buscar os filhos deles (...) Realizamos os contatos, sendo a maioria infrutífera. A ligação realizada teve êxito quando conseguimos falar com uma das três filhas da irmã da senhora, a qual ficou muito feliz e repassou o telefone de outra irmã e entrou em contato com Emerson Correa’’, descreve o promotor de justiça, José Maria Costa Lima. 

No momento, os familiares estão organizando o reencontro após pandemia. Há mais de 70 anos em São Paulo Maria Nazaré Campos Corrêa vai encontrar irmãs e encontrar sobrinhos.

 O SISTEMA

O Plid-Pará foi instituído em 2019, por meio da portaria número 1458/2019 (MP/PGJ), reforçando o compromisso do órgão em contribuir para o Sistema Nacional de Localização e Identificação de Desaparecidos (SINALID), criado em 2017 pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

O programa, apoia no sentido de localizar pessoas, incluir registros de ocorrências do SINALID e encontrar familiares de corpos identificados, mas não reclamados. Além do coordenador, o Programa atua com quatro servidores da área de Psicologia, Assessoria jurídica e informática.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS