Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

LEVANTAMENTO

Pará está em terceiro no ranking da transparência

sexta-feira, 22/05/2020, 07:48 - Atualizado em 22/05/2020, 07:59 - Autor: Luiz Flávio/Diário do Pará


Pará está a sete pontos de chegar ao máximo exigido
Pará está a sete pontos de chegar ao máximo exigido | Alex Ribeiro/Ag. Pará

Com 93 pontos alcançados ontem, de um máximo de 100, o Estado do Pará atingiu a terceira colocação no país no Índice de Transparência da Covid-19 medido pela organização Rede Pelo Conhecimento Livre (Open Knowledge), organização não governamental mundial que estuda, atualiza e divulga os índices de transparência dos dados das políticas contra a Covid-19 dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal, além da União, iniciado na primeira semana de abril.

EVOLUÇÃO

Gustavo Costa, diretor de Desenvolvimento de Sistemas da Empresa de Tecnologia da Comunicação e Informação do Estado do Pará lembra que na primeira vez que o ranking da ONG foi divulgado, dia 3 de abril passado, o Pará estava em penúltimo lugar. Dia 9 de abril o Pará estava em último no ranking e dia 16 de abril em 12º. Dia 7 de maio o Estado estava na 11ª colocação e dia 14 de maio em 6º.

“Foi quando a Prodepa entrou no circuito para a auxiliar a Secretaria de Estado de Saúde, a Vigilância Sanitária Estadual e o Laboratório Central na organização dos dados através do desenvolvimento do site. De lá para cá apenas evoluímos no ranking”, destaca o diretor.

Gustavo explica que a Prodepa ajudou não apenas a desenvolver o site, mas também na melhoria do fluxo de informações entre os órgãos envolvidos na prevenção e combate à doença. “Desenvolvemos um sistema de notificação e casos que vem melhorando constantemente no portal de informações que traz informações específicas sobre os casos confirmados, descartados, em análise, recuperados e os que evoluíram para óbito, idade, sexo dos pacientes, além e informações dos casos em todos os municípios paraenses”.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS