Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

TERAPIA VENTILATÓRIA

Marituba recebe respiradores portáteis para evitar entubação precoce

quinta-feira, 21/05/2020, 09:09 - Atualizado em 21/05/2020, 09:45 - Autor: Assessoria/Marituba


 Os aparelhos foram ligados a cápsulas de ventilação instaladas em pacientes internados com covid-19
Os aparelhos foram ligados a cápsulas de ventilação instaladas em pacientes internados com covid-19 | Antônio França e Fernando Nobre

Marituba recebeu na quarta-feira (20) dois respiradores portáteis, modelo BiPAP (Bilevel Positive Pressure Airway), que vão auxiliar no tratamento de pacientes com Covid-19. Os aparelhos foram ligados a cápsulas de ventilação instaladas em pacientes internados no Hospital de Urgência e Emergência Dr. Augusto Chaves, de Marituba, Região Metropolitana de Belém. 

Pará tem apenas quatro óbitos por covid-19 nas últimas 24 horas

Covid-19: Brasil tem quase 300 mil casos confirmados e 20 mil mortes

Governo Federal amplia uso de cloroquina e joga a responsabilidade para a população

Segundo o secretário de Saúde de Marituba, Josué Pompeu, o objetivo da aquisição dos equipamentos é evitar a entubação precoce em pacientes que apresentem oxigenação inferior a 80%, já que os níveis normais de saturação de oxigênio são entre 95 a 100%. “Quando esses índices começam a baixar muito, o paciente precisa ir para o oxigênio e a entubação é um método muito invasivo com alto risco de infecção, pneumonia e até morte”, explicou.

Antônio França e Fernando Nobre
 

Antônio França e Fernando Nobre
 

Os aparelhos funcionam como uma terapia ventilatória, de uso comprovado, que diminui a internação do paciente de 15 a 20 dias para quatro a cinco dias. Funcionam como uma espécie de aerossol moderno que, com o auxílio de uma máscara, têm a capacidade de gerar ar para as vias aéreas do paciente.

Junto às cápsulas Vanessa, adquiridas pelo Instituto Transire, de Manaus, são uma alternativa de baixo custo, que montadas com cano PVC e revestidas por uma película transparente, ajudam na elevação da saturação do paciente sem precisar expor os profissionais de saúde a uma contaminação, uma vez que além da proteção da cápsula os respiradores filtram as bactérias e vírus, possibilitando que o ar fique retido e a ventilação melhore.

No total, o município de Marituba adquiriu dez cápsulas doadas pelo Instituto Transire, de Manaus, e iniciou a produção de mais dez cápsulas para serem usadas em pacientes internados no Hospital de Urgência e Emergência e na Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas. Ontem (20), também chegou um carregamento com 30 mil comprimidos de Azitromicina, 40 mil de Hidroxicloroquina, 4 mil de Ivermectina, entre outros, que serão usados no tratamento de Covid-19.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS