Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

EDUCAÇÃO

Formandos paraenses fazem colação virtual em razão da pandemia

quinta-feira, 21/05/2020, 07:39 - Atualizado em 21/05/2020, 07:48 - Autor: Pryscila Soares


Por causa da pandemia de coronavírus, universitários do curso de Direito participaram de uma solenidade simbólica pela internet, mas com direito a roupa própria de formando, festa particular e muita alegria
Por causa da pandemia de coronavírus, universitários do curso de Direito participaram de uma solenidade simbólica pela internet, mas com direito a roupa própria de formando, festa particular e muita alegria | Arquivo Pessoal

Todo universitário sonha com o dia em que vai receber o seu diploma em mãos. Contudo, a pandemia do novo coronavírus adiou o sonho de muitas pessoas que dedicaram anos de suas vidas para aprender uma profissão. Mas o Instituto de Ciências Jurídicas (ICJ) da Universidade Federal do Pará (UFPA) encontrou uma maneira de celebrar a formatura de 72 bacharéis em Direito da instituição. Na tarde de ontem (20), eles foram homenageados em uma solenidade virtual de caráter simbólico, realizada por meio de videoconferência na plataforma Zoom, com transmissão ao vivo pelo Facebook.

Familiares dos formandos reuniram-se em suas casas para assistir ao evento transmitido pela fanpage da Faculdade de Direito no Facebook. Eles são bacharéis de cinco turmas de Direito da UFPA. Várias autoridades também participaram da videoconferência.

CELEBRAÇÃO

Nem todos os formandos estavam com seus paraninfos ao lado para receberem seus anéis de formatura. Mas essas pessoas não ficaram de fora, já que também tiveram a oportunidade de participar da transmissão. Algumas turmas se prepararam ao longo da graduação para a cerimônia de grau e, também, estavam com quase tudo pronto para comemorar esse momento especial com festa, a exemplo da turma 060/2015, na qual a bacharel em direito Ana Carolina Casetta, 22 anos fez parte. A jovem conta que a cerimônia aconteceria no dia 15 de abril, e a data da festa estava marcada para o dia 17 de abril, que reuniria os 28 formandos e uma média de 30 convidados para cada um deles.

“Muitas pessoas da minha turma são as primeiras da família a se formar, então tinha um significado muito especial participar de tudo isso. Quando começou o isolamento, percebemos que se tratava de uma situação grave e que, provavelmente, a festa não seria na data planejada. A empresa reagendou a data para outubro. Mas agora o objetivo é proteger nossas famílias e no futuro comemorar do jeito que tínhamos planejado e com segurança”, contou.

O paraninfo de Ana é o pai dela, Ubiratan Casetta, que não pôde estar junto da filha, mas acompanhou a cerimônia do outro lado da telinha. Ela recebeu o anel de sua mãe, Emília Teixeira. O evento virtual se assemelhou à cerimônia presencial. Cada turma teve seu orador. Uma turma ficou responsável pelo juramento, outra pela homenagem aos pais e uma pela homenagem aos mestres. “Foi muito importante pra mim proporcionar esse momento aos meus familiares. Alguns estão fora de Belém. Ter esse momento, mesmo que simbólico, é uma forma de levar carinho pra eles”, afirmou Ana, que encomendou bolo para comemorar o momento em família.

Maira participou da solenidade por videoconferência e depois comemorou em casa a formatura
Maira participou da solenidade por videoconferência e depois comemorou em casa a formatura Arquivo Pessoal
 

Quando soube da cerimônia on-line, a formanda Maira Oliveira da Silva, 22, teve a ideia de transformar uma caixa de sapato em capelo. Inclusive, a jovem que costuma dar dicas de maquiagem e artesanato em seu perfil no Instagram, montou um tutorial para ensinar os colegas a confeccionarem seus próprios capelos. Para ela, a alegria maior é saber que quase todos os estudantes que iniciaram na turma conseguiram se formar.

“Estou bem feliz. No dia em que soubemos da outorga de grau, minha mãe e eu fizemos uma live para homenagear os meus colegas, mestres e paraninfos. Minha mãe deu uma palavra e colocou meu anel. E no dia em que soubemos da solenidade pela internet, fiquei mais alegre ainda por saber que minha família ia poder presenciar”, declarou.“Era um sonho coletivo da nossa turma fazer uma festa e quando tivermos oportunidade faremos. Em casa arrumei a decoração, encomendei um bolinho. Vai ser muito emocionante”, reforçou.

OUTORGA VIRTUAL

A ideia surgiu depois que o reitor da Universidade Federal do Pará (UFPA), Emmanuel Tourinho, efetuou, por ato administrativo, a outorga de grau aos acadêmicos da Faculdade de Direito, concluintes dos cursos de graduação no segundo semestre de 2019 e primeiro período letivo de 2020, que não puderem ter uma cerimônia presencial de colação de grau.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS