Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

ADIAMENTO

Senado atende pedido de Jader Barbalho e adia Enem 2020

quarta-feira, 20/05/2020, 16:24 - Atualizado em 20/05/2020, 22:33 - Autor: null


Após o senador Jader Barbalho (MDB-PA) levantar o questionamento e propor a suspensão dos editais para realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) este ano, na terça-feira (19), foi aprovada a proposta da senadora Daniella Ribeiro (PP-PB), sobre a suspensão das provas em razão do estado de calamidade pública, provocado pela pandemia do coronavírus, no Plenário virtual do Senado, por 75 votos a 1. A matéria segue agora para análise da Câmara dos Deputados.  

A proposta (PL 1.277/2020) prevê que, em casos de reconhecimento de estado de calamidade pelo Congresso Nacional ou de comprometimento do regular funcionamento das instituições de ensino do país, seja prorrogada automaticamente a aplicação das provas, exames e demais atividades de seleção para acesso ao ensino superior.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Enem, marcou a aplicação do exame impresso para os dias 1º e 8 de novembro, e a versão digital para 22 e 29 de novembro. As inscrições estão abertas até o próximo dia 22. Já há quatro milhões de inscritos, de acordo com o Inep, e estão esgotadas as vagas para a prova digital.   

Tela exibe senador Jader Barbalho (MDB-PA) em acesso remoto.
Tela exibe senador Jader Barbalho (MDB-PA) em acesso remoto. Edilson Rodrigues/Agência Senado
 


Para o senador Jader Barbalho, a insistência do Ministério da Educação em manter as datas das provas com um futuro incerto pela frente para milhares de estudantes, pode provocar uma série de prejuízos e desigualdades entre ricos e pobres.

A senadora Daniella Ribeiro também disse que o adiamento do Enem 2020 impedirá a concorrência desleal entre candidatos que não têm as mesmas oportunidades de acesso à internet, especialmente entre estudantes das redes pública e privada de ensino.

Prejuízos

Com o ano letivo comprometido para milhões de estudantes por causa da pandemia de coronavírus, o desafio do ensino a distância para diversas escolas, a falta de estrutura da rede pública e a dificuldade de reposição das aulas, os senadores elogiaram o projeto aprovado nesta terça-feira. 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS