Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

DESPEDIDA

Ícone do teatro paraense, Nilza Maria morre aos 97 anos

sexta-feira, 15/05/2020, 17:38 - Atualizado em 15/05/2020, 16:57 - Autor: Diário Online


| Divulgação/Secult

A atriz Nilza Maria, de 97 anos, morreu nesta sexta-feira (15), em sua residência. Ela que era considerada um ícone no teatro paraense, dedicou 71 anos à arte de interpretar. O falecimento dela foi confirmado através do Instagram do Sesi Pará. 

A atriz paraense iniciou sua trajetória artística nas tradicionais novelas de rádio, sendo uma das pioneiras na arte dramática, entre os anos 40 e 50. Enquanto os folhetins radiofônicos faziam sucesso no Brasil, em Belém não era diferente e Nilza Maria estava lá, como intérprete pioneira na arte dramática daqui. Depois do rádio, ela migrou para o cinema e para o teatro e chegou ao século XXI como ícone dos palcos no Pará.

Os fãs lamentaram a morte de Nilza Maria. “Ela era incrível”, “Evoé para sempre, Nilza Maria!”, “Deus à tenha! Grande mulher”, “Uma perda muito grande para todos nós”, entre outros. 

Secult lamenta a morte da atriz Nilza Maria

O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, lamenta profundamente a partida de Nilza Maria, uma das mais respeitadas e talentosas estrelas das artes cênicas paraenses.

A artista de 97 anos - 70 deles vividos nos palcos e estúdios - faleceu na tarde desta sexta-feira (15), em sua residência, deixando sete filhos e um legado enorme para a cultura do Estado.

Nilza foi uma das atrizes pioneiras nas radionovelas, telenovelas, no teatro e no cinema do Pará, atuando até os seus 93 anos de idade. Em sua trajetória como artista, passou pela TV e Rádio Marajoara, foi aluna da Escola de Teatro da Universidade Federal do Pará, participou de produções do cineasta Líbero Luxardo e, no teatro, fez parte do Grupo Experiência.

O Governo registra ainda sua solidariedade aos familiares, amigos e fãs.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS