Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

SANTANA DO ARAGUAIA

Pai é suspeito de estuprar bebê de 13 dias no interior do Pará 

terça-feira, 14/01/2020, 09:37 - Atualizado em 14/01/2020, 12:01 - Autor: DOL


| Reprodução

Um bebê recém nascido, de apenas 13 dias de vida, foi abusado sexualmente pelo pai, no último sábado (11), em Santana do Araguaia, sudeste paraense. As suspeitas do crime estão sendo investigadas pela polícia. O caso chocou moradores da região.

Parauapebas: criança estuprada foi oferenda de ritual macabro feito pelo padrasto

Parauapebas: nova vítima teve que sair do Pará após ameaça em ritual satânico 

As polícias Civil e Militar tiveram conhecimento do caso, após o pai da criança, identificado por Cleiton Ramos França, suspeito do crime, levar o bebê para o Hospital Municipal da cidade. O quadro clínico da criança, que apresentava sinais de violência sexual, e a atitude suspeita do pai, chamaram a atenção dos médicos, que imediatamente, acionaram a PM.

Em entrevista ao portal Correio de Carajás, o delegado Luiz Antônio Ferreira, superintendente da 13ª Regional Integrada de Segurança Pública (RISP), disse apenas que o suspeito recebeu voz de prisão, mas que negou a autoria do crime. O delegado disse também que um laudo preliminar do hospital de Santana apontou o abuso sexual, mas que precisava de um laudo do Instituto Médico Legal (IML), que seria conclusivo. Até mesmo para falar mais informações sobre o caso.

O pai da menina foi levado à delegacia e após averiguação preliminar feita pela polícia civil, o homem foi preso em flagrante, mas o juiz Erichson Alves Pinto, da Comarca de Santana, converteu o flagrante em prisão preventiva, “em face da necessidade de garantir a ordem pública e assegurar a aplicação da lei penal”.

Ele também determinou a transferência de Clayton para um presídio mais próximo, provavelmente o de Redenção ou para uma das casas penais da Região Metropolitana de Belém.

O  bebê não resistiu à agressão sofrida e morreu no hospital.

O crime foi registrado pela Superintendência Regional do Araguaia. Um laudo final deve ser divulgado e apontar se o homem é culpado ou inocente.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS