Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

FORTALECIMENTO

Inauguração de Policlínica vai ampliar serviços de saúde no Pará

terça-feira, 14/01/2020, 08:26 - Atualizado em 14/01/2020, 08:29 - Autor: Michelle Daniel


A Policlínica possui equipamentos de última geração que serão usados a partir desta terça-feira
A Policlínica possui equipamentos de última geração que serão usados a partir desta terça-feira | Olga Leiria

A partir de hoje, a população conta com a Policlínica do Pará, Poli Metropolitana, primeira neste porte no Estado, com expectativa de 25 mil atendimentos por mês. O prédio foi inaugurado na tarde de ontem, pelo governador Helder Barbalho, e está localizado na travessa Perebebuí com avenida Almirante Barroso, anexa ao campus da Universidade do Estado do Pará (Uepa), na avenida Almirante Barroso,bairro do Marco, em Belém.

A unidade ambulatorial e de média complexidade ofertará serviços em mais de 30 especialidades clínicas e cirúrgicas, além de exames e procedimentos. “Este equipamento possui conceito totalmente estratégico de descentralização e vai desafogar atendimentos clínicos, especialidades, cirurgias e que facilitará à população atendimento fundamental nas especialidades aqui, diferenciadas para atender Belém e toda a Região Metropolitana”, afirma o governador.

Helder explica que todos os serviços serão regulados pela Secretaria de Estado de Saúde (Sespa) e também pactuados com sistemas municipais das cidades de todo o Estado. “Existe uma central de referência para os encaminhamentos que, a partir daí, os procedimentos vão prosseguir dentro da estratégia pactuada com as cidades envolvidas”. Ainda de acordo com o governador, outras policlínicas serão entregues à população. “Nos comprometemos, no plano de governo, que espalharíamos policlínicas nas 12 mesorregiões do estado. Neste momento, entregamos a policlínica da região metropolitana e avançaremos para chegar a todas as mesorregiões”, diz.

As obras iniciaram em 2017 por meio de cooperação técnica entre Secretaria de Obras Públicas (Sedop) e Sespa. Para o secretário da Sespa, Alberto Beltrame, a entrega da unidade marca o início de uma nova saúde do Pará. “Essa policlínica é motivo de orgulho por vários motivos, seja pela quantidade de especialidades, laboratórios e exames de alta qualidade, como um arsenal que vai desafogar o atendimento na capital e beneficiar todo o Pará. Estamos dentro de um grande empreendimento que vai mudar a forma de atendimento e reduzir o tempo de espera. Nunca vi nada nesse padrão e que se compare nesse serviço no Pará, tanto na iniciativa pública quantoprivada”, ressalta o titular.

FORMAÇÃO

O serviço contribuirá também ao ensino, pesquisa e formação de profissionais de saúde, pois as consultas e procedimentos dispensados à população serão também realizados por profissionais de saúde que estarão realizando cursos de graduação e pós-graduação ministrados na Uepa.

Segundo a diretora da área da saúde da Uepa, Vera Palácios, a policlínica é uma estrutura física da Sespa, onde, em parceria com a Universidade, os alunos de graduação e pós-graduação de medicina, “vão transitar em outras especialidades. Isso já está definido. A Uepa, com o ensino, é a participação primordial para o funcionamento. E como ganho, facilita a questão logística e de espaço físico, que são muito importantes”.

Para o estudante do quinto semestre de medicina, Daniel Marinho, 19, a nova estrutura representa um ganho enorme à comunidade acadêmica. “Isso representa muito o que acontece nas melhores universidades do país, onde eles possuem atendimento especializado, se congregam com o aprendizado teórico que ocorre nas universidades. A existência da policlínica hoje representa uma conexão entre a base teórica que temos dentro da sala de aula com a aplicabilidade e prática médica que exige conhecimento teórico”, comenta.

Especialidades clínica e cirúrgica

Cardiologia, Pneumologia, Hematologia Reumatologia, Nefrologia, Gastroenterologia, Hepatologia, Geriatria, Neurologia, Alergia e Imunologia, Psiquiatria e Medicina Interna, Cirurgia Geral, Colo Proctologia, Cabeça e Pescoço, Cirurgia Torácica, Cirurgia Vascular, Cirurgia Plástica, Urologia, Ortopedia, Neurocirurgia, Anestesiologia, Ginecologia e Obstetrícia, Mastologia, Otorrinolaringologia, Oftalmologia, Pediatria Geral e Especialidades Pediátricas.

Infraestrutura - Dependências internas

- O prédio possui dez salas de recepções com capacidade para cerca de 350 pessoas em espera de atendimento simultaneamente;

- Cinquenta e dois consultórios médicos;

- Vinte e cinco salas de procedimento para exames, como tomografia computadorizada, mamografia digital, densitometria óssea, raio x digital, dentre outros;

- Doze boxes para coleta laboratorial;

- Duas salas de cirurgias ambulatoriais;

- Duas salas para recuperação pós-anestésica, com capacidade para dois leitos cada;

- Uma sala de urgência médica equipada para suporte às possíveis intercorrências com acesso facilitado para ambulâncias;

- Uma farmácia satélite e centro de distribuição para armazenamento de medicamentos e insumos hospitalares.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS