Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

ALERTA!

Cratera já causou acidentes e ameaça moradores desde o ano passado

sábado, 11/01/2020, 07:50 - Atualizado em 11/01/2020, 08:22 - Autor: MIchelle Daniel/Diário do Pará


Um carro já caiu no buraco durante uma forte chuva em Belém.
Um carro já caiu no buraco durante uma forte chuva em Belém. | Olga Leiria/Diário do Pará

Há pelo menos três semanas, uma cratera surgiu no meio da passagem Gaspar Dutra, no bairro Curió-Utinga, em Belém, e já até provocou a queda de um carro. Para evitar outros acidentes, a população improvisou uma sinalização com pedaços de pau, isopor, restos de móveis e enfeites.

O buraco ocupa metade da via estreita. Agora, o espaço é ainda mais disputado por pedestres, ciclistas e motoristas, já que a movimentação é grande por ser uma rua importante no bairro, que serve de rota alternativa e escoamento, principalmente quando a avenida João Paulo II alaga.

Segundo a pedagoga Jeniffer Duarte, 33, no dia 26 de dezembro do ano passado, um motorista não percebeu o buraco e se acidentou. Foi necessária uma força-tarefa dos moradores para ajudar o homem a retirar o veículo, que ficou com a dianteira dentro da cratera. “Desde então o buraco cedeu ainda mais. Se vier uma chuva forte, a água vai transbordar e isso vai se romper”, alerta.

O medo da moradora é com a garotada. “Qualquer criança pode cair aqui, mesmo estando sinalizado, ou mesmo se abrir mais esse buraco a qualquer momento. Isso é um perigo”, reclama a mãe de uma menina de quatro anos de idade.

A reportagem do DIÁRIO notou que dentro da cratera há uma tubulação quebrada, mas sem vazamento de água. Boa parte da abertura está oca, o que oferece riscos de novo rompimento.

Para piorar, outros trechos da passagem apresentam os mesmos riscos de abertura de novos buracos, muitos deles já são reincidentes e foram tampados pelos próprios moradores. Os que possuem veículos passaram a ter dor de cabeça com o buraco, principalmente quem mora a poucos passos dele, como o militar Sérgio Barreto, 59. “Nosso dia a dia ficou mais difícil. Não consigo sair com o carro da garagem se não tiver alguém orientando. O nosso medo é que caiam pessoas aí dentro ou a cratera venha se romper ainda mais. Quero ver quando o carro coletor de lixo passar. Já são mais de 15 dias nessa situação. O órgão competente que deveria resolver até agora não apareceu. E o dinheiro do contribuinte vai para onde?”, desabafa.

A Prefeitura informa que uma equipe do Departamento de Drenagem Urbana vai avaliar a situação para programar os reparos.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS