Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

PATRIMÔNIO

Série Belém 404 anos: chegou a vez do Paes de Carvalho

domingo, 05/01/2020, 07:42 - Atualizado em 05/01/2020, 09:31 - Autor: Cintia Magno/Diário do Pará


| Diário do Pará

Segundo colégio mais antigo em atividade educacional no Brasil, o Paes de Carvalho guarda não apenas as memórias de milhares de pessoas que receberam parte da formação básica em suas salas de aula, mas também um pouco da história de Belém. Às proximidades de mais um aniversário da capital paraense, comemorado no próximo dia 12, a construção é a segunda contemplada pela série ‘Belém 404 Anos’.

Homenagem do DIÁRIO à “cidade das mangueiras”, a série ressalta a importância histórica e patrimonial de três importantes construções que compõem o cenário de Belém. No primeiro dia do projeto, o prédio homenageado foi o Museu de Arte Contemporânea e Espaço Cultural Casa das Onze Janelas e, neste domingo, quem chega aos leitores é o Colégio Paes de Carvalho, cuja maquete será contemplada em duas pranchas publicadas gratuitamente em duas edições diferentes, a de hoje e a de amanhã (06). O terceiro monumento homenageado será o Mercado de São Brás, com previsão de início da publicação em 12 de janeiro.

Fundado ainda em 1841 pelo então presidente da província do Grão-Pará, Bernardo de Souza Franco, o Colégio Paes de Carvalho continua a formar parte da história de Belém. Historiador e professor do colégio centenário, Edilon Coelho destaca que o Paes de Carvalho data ainda do período do império no Brasil e que, inicialmente, teve como primeiro nome como liceu. “Depois ele virou ginásio e já na revolução de 30, por decreto, voltou à condição de colégio estadual, que se mantém até hoje”.

O professor aponta que, ao longo dos 178 anos de atividades, o Paes de Carvalho ajudou a formar grandes personalidades que tiveram e ainda têm atuação direta na história do Estado. “Por aqui passaram personalidades como senadores, deputados estaduais e federais, grandes empresários, professores”, aponta. “Mas podemos dar destaque para o já falecido Enéas Carneiro e ao atual senador da República, Jader Barbalho, que inclusive foi presidente do Grêmio Estudantil aqui no Paes de Carvalho”.

Para o historiador, as personalidades formadas pelo colégio acabaram deixando um legado grande de costumes que, em parte, é mantido até hoje. Tendo ele mesmo sido um dos estudantes que passaram pelo Paes de Carvalho, o hoje professor do mesmo colégio lembra algumas tradições mantidas na escola. “Eu lembro com muita saudade da farda que eu usava e que ainda é a mesma e que buscamos preservar”, lembra, ao revelar que já contabiliza oito anos de magistério no Paes de Carvalho, do total de 22 anos na profissão.

TRADIÇÃO

“Outra tradição que me lembro muito e que ainda é mantida é a das escadas: os meninos sobem pela escada dos meninos e as meninas pela escada das meninas. E tem, ainda, a escada dos professores”, destaca.

Desde que estudou no colégio, em 1991, o professor conta que pouca coisa mudou na arquitetura do prédio, cuja influência do estilo neoclássico fica evidente na fachada. Depois de um período de dois anos em reforma, o Paes de Carvalho foi reinaugurado, revitalizado, em agosto do ano passado.

Tendo parte da própria história vivenciada no colégio e diante da possibilidade de retornar ao local como professor, Edilon Coelho não esconde a satisfação por ver um patrimônio histórico tão relevante preservado. “O Colégio Paes de Carvalho ajuda na construção da formação de verdadeiros cidadãos, que é o grande papel da escola: não apenas formar grandes profissionais, mas também grandes cidadãos para a vida”.

Toda a beleza do casarão que é mais um exemplar do século XIX preservado em Belém chega às mãos dos leitores de uma forma diferente a partir de hoje, quando é encartada a primeira lâmina com os desenhos a serem recortados e montados. Já na edição de amanhã (06), será possível ter acesso à segunda lâmina que completará a construção. Unindo os recortes das duas publicações gratuitas, basta montar e ter nas mãos os detalhes do casarão em formato de miniatura.

Serviço

Cronograma de publicação

- 06/01 – Colégio Paes de Carvalho (segunda prancha)

- 12, 13 e 14/01- Mercado de São Brás

Parcerias

- A série ‘Belém 404 anos’ tem patrocínio da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), Hapvida, Hydro e apoio institucional da Vale.

- As maquetes foram desenvolvidas a partir da consultoria do artista plástico Armando Sobral.

Diário do Pará
 

| Diário do Pará
| Diário do Pará

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS