Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

ECONOMIA

Setor industrial deve investir mais em 2020

domingo, 05/01/2020, 06:48 - Atualizado em 05/01/2020, 06:48 - Autor: Carol Menezes


Segundo estudo da Confederação Nacional da Indústria, expectativa é que seja o maior percentual de investimentos por grandes empresas em seus negócios nos últimos seis anos. Estimativa para o Pará também é positiva
Segundo estudo da Confederação Nacional da Indústria, expectativa é que seja o maior percentual de investimentos por grandes empresas em seus negócios nos últimos seis anos. Estimativa para o Pará também é positiva | Rogério Uchôa e Ricardo Amanajás

A preocupação em aumentar a eficiência e a produtividade para atender ao crescimento do consumo pode levar ao maior percentual de investimentos por grandes empresas em seus próprios negócios nos últimos seis anos. O dado foi divulgado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) no final de dezembro passado, em pesquisa que aponta intenções nessa direção de 84% dessas empresas já para 2020. As expectativas positivas também devem se repetir em âmbito local.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), José Conrado Santos, confirma que a confiabilidade do setor vem aumentando desde o segundo semestre passado. “Houve uma reação da economia, beneficiando setores como o madeireiro e o da construção civil, que tiveram queda na produção durante a crise. Com a alta do dólar, percebemos também o crescimento do setor da carne, que exporta seu produto para o exterior”,exemplifica.

Conrado vê a abertura do cenário como uma reação positiva ligada ao avanço das reformas realizadas em âmbito nacional. “Com destaque para a reforma da Previdência, que aumenta o nível de confiança no investidor. O que precisamos agora é avançar na reforma tributária, além de incentivar a competitividade da indústria brasileira”, destaca. “No âmbito estadual, o foco deve ser na promoção da verticalização das nossas cadeias produtivas, agregando assim maior valor ao produto paraense”, avalia opresidente da Fiepa.

Ainda segundo a pesquisa Investimentos na Indústria 2019-2020, da CNI, o novo percentual é motivo de comemoração porque em 2016 esse mesmo índice chegou a recuar para 64%.

EXPECTATIVA

Para o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, 2019 fechou com níveis de frustração menores em relação a planos de investimento, causando a expectativa positiva. “Esse dado é muito importante, pois frustração representa custo e menor confiança para se voltar a investir. Para 2020, percebemos maior segurança para manter e ampliar investimentos”. A maioria dos investimentos previstos para 2020 envolve a aquisição de máquinas (67%). Os investimentos miram o mercado doméstico, mas cresce a atenção com o mercado externo.

José Conrado Santos reafirma que, no caso do Pará, trata-se de um potencial diferenciado de crescimento. “A Federação vem se empenhando cada vez mais em incentivar a materialização dos R$ 126,1 bilhões em investimentos que devem chegar até 2030 para o Estado, por meio de investimentos em setores como infraestrutura e logística, energia, mineração, agronegócio e indústria em geral”, analisa o empresário.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS