Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

JUSTIÇA

Torcedor do Paysandu que matou rival só por ser remista é condenado a 7 anos

quarta-feira, 04/12/2019, 12:51 - Atualizado em 04/12/2019, 14:54 - Autor: DOL


| Divulgação/TJPA

O torcedor do Paysandu acusado de matar outro torcedor, do Remo, apenas por causa da rivalidade entre os clubes, foi julgado nesta quarta-feira (4). O crime aconteceu em abril de 2017.

O réu Lucas Mateus Barbosa dos Santos, de 24 anos, conhecido por "Tigrão", foi ouvido na sessão, ao lado de outras oito pessoas. Lucas é acusado de matar Robson de Jesus Silva Santos, de 31 anos.

O julgamento está em andamento e algumas pessoas serão ouvidas.
O julgamento está em andamento e algumas pessoas serão ouvidas. Divulgação/TJPA
 

O júri foi presidido pelo Juiz Edmar Pereira, na promotoria está Rui Barbosa e em defesa do réu, o defensor público, Domingos Lopes Pereira.  E concluiu a condenação de Lucas Mateus em 7 anos de reclusão em regime semi aberto. 

De acordo com a mãe da vítima, antes de morrer, o filho teria citado o Tigrão. Além dele, Samothan da Silva Batista também foi denunciado, como cúmplice no crime.

O caso

Robson teria sido morto porque estava vestindo uma blusa do Remo. No momento do crime, ele estava ajudando a família no Limas Bar, de propriedade de sua mãe, quando duas pessoas em uma motocicleta se aproximaram e efetuaram disparos contra a vítima. Robson chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Metropolitano, mas não resistiu e morreu. 


| Divulgação/TJPA
O julgamento está em andamento e algumas pessoas serão ouvidas.
| Divulgação/TJPA

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS