Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

PREMIAÇÃO

Agropará reconhece os melhores trabalhos para os produtores

terça-feira, 03/12/2019, 07:47 - Atualizado em 03/12/2019, 08:09 - Autor: Tiago Furtado


O Promebull é um programa para a melhoria da qualidade da produção bubalina no Pará
O Promebull é um programa para a melhoria da qualidade da produção bubalina no Pará | Wagner Santana

Nesta quarta-feira (4), o DIÁRIO fará a entrega do aguardado Prêmio Agropará 2019. A premiação é um reconhecimento do agronegócio e sua contribuição para a economia e geração de empregos no Estado, divulgando empresas e produtores que se destacaram neste ano. A cerimônia ocorrerá no auditório da Fiepa, a partir das 19h.

São 19 categorias e, entre elas, estão as de “Destaque 2019” que vai premiar as principais atividades voltadas para o campo. Um dos concorrentes é a Associação Brasileira de Produtores de Óleo de Palma (Abrapalma) que trabalha representando empresas produtoras de óleo de palma com políticas públicas que incentivam a agricultura familiar, aliada com a sustentabilidade, atuando na relação com órgãos públicos para o desenvolvimento do setorprodutivo da palma.

Esta é a primeira indicação da Abrapalma no prêmio Agropará e, de acordo com Ieda Fernandes, secretária executiva da associação, estar na final da premiação encerra um ano de muitas atividades na entidade. “Tivemos diversas ações neste ano e muitas vitórias para os associados. Levamos o pequeno agricultor para falar das dificuldades da agricultura familiar no Ministério da Agricultura, lideramos campanhas educativas de combate a gorduras trans industrial e tivemos um trabalho eleito pelo Cepal/ONU (Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe) eleito como estudo de caso sobre trabalho sustentável. Por isso recebemos esta indicação ao Agropará com bastantealegria”, comenta.

PESQUISA

O Agropará 2019 também vai homenagear destaques em categoria especificas do agronegócio do estado. Entre eles está José Ribamar Felipe Marques, responsável pelo Programa de Melhoramento da Pecuária – Bubalina Leiteira e Familiar do Estado do Pará (Promebull Pará), fruto de um convênio entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (SEDAP) e Embrapa Amazônia Oriental que envolve Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF) e manejo genético.

O programa começou em 2010, na Ilha do Marajó, utilizando a fertilização “in vitro” de embriões como uma forma de realizar um manejo de forma sustentável. “Este é um programa que vai além da produção. É inovador porque ele é capaz de gerar emprego e renda com as melhores tecnologias existentes no mercado” afirma José Ribamar Marques.

Em 2017 o projeto aumentou sua abrangência e passou a atua no melhoramento genético do rebanho de búfalos de todo o Pará, estimado em 520 mil cabeças, segundo o Censo Agro de 2017, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Diário do Pará
 


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS