Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

CONSUMO

Black Friday é marcada por preços bons, filas longas e lojas cheias

sábado, 30/11/2019, 07:52 - Atualizado em 30/11/2019, 07:52 - Autor: Alexandra Cavalcanti e Alexandre Nascimento/Diário do Pará


A lojas de departamento  foram as que receberam a maior procura
A lojas de departamento foram as que receberam a maior procura | Ricardo Amanajás/Diário do Pará

A Black Friday movimentou o comércio da capital paraense ontem. Muitos estabelecimentos abriram as portas mais cedo para receber os consumidores. Muita gente precisou enfrentar longas filas para conseguir aproveitar as ofertas. Mas apesar da movimentação, comerciantes garantem que o setor já viveu dias melhores.

A microempresária Ana Dias chegou cedo a uma loja do Shopping Pátio Belém. A ideia era aproveitar as promoções para abastecer seu pequeno comércio. “Consegui comprar biscoitos por R$ 1 o pacote e fraldas descartáveis a preços bem em conta, além de outros itens, como xampu e creme para os cabelos. Acredito que esse estoque deva durar uns três meses”, contou ela, em meio as sacolas e caixas de compras.

A aposentada Jucirema Silva comprou um televisor de 43 polegadas para o irmão e aprovou o valor. “Ele pesquisou muito durante vários meses e viu que o preço realmente está mais em conta, por isso estou levando para ele”, disse.

O motorista Jacson Jesus também aprovou os preços da Black Friday. “Realmente está mais barato. Está valendo à pena comprar nessa promoção”, garantiu.

A doméstica Rosicler dos Santos contou que esperou o melhor momento para comprar um televisor de 32 polegadas para o seu quarto. “Passei um tempo pesquisando e vi que realmente está valendo a pena comprar”, opinou. Além do presente de natal antecipado, ela aproveitou para adquirir outros produtos. “Já estou adiantando algumas compras de natal”, completou.

SONHO

O operador de máquina Magno Souza aproveitou a Black Friday para realizar um sonho: comprar um televisor de 55 polegadas para o seu quarto. “Sempre quis ter uma e agora com um preço mais baixo chegou a minha hora”, comemorou ele, que sozinho não conseguia carregar o aparelho.

No shopping, as lojas de departamento eram as mais procuradas pelos consumidores e entre os produtos mais procurados, além de televisores, estavam roupas e sapatos. Antes mesmo das 9h, clientes já formavam uma fila que ocupava praticamente todo o corredor do terceiro piso do Pátio Belém, para comprar calçados. “Gosto muito dos sapatos daqui e como eles anunciaram 50% de desconto na Black Friday, resolvi vir conferir. Quando cheguei, já estava uma fila para entrar, e decidi aguardar”, contou a estudante Márcia Soares.

Se para os consumidores as promoções estavam realmente valendo a pena, para os comerciantes o movimento ainda deixou a desejar. “Já tivemos outros dias melhores em anos anteriores. Estamos com um movimento bom, mas nada comparável há anos anteriores”, comentou o gerente de uma loja de roupas, João Paulo Araújo. “A promoção vai continuar durante todo o final de semana e a tendência é o volume de clientes aumentar”, completou.

Apesar do movimento inicialmente tranquilo, a gerente de quiosque Luana Leão estava com a expectativa de boas vendas. “Estamos com preços bem em conta, com descontos que vão de 30% a 50%, por isso a expectativa é de vender bastante”, projetou.

Procura intensa começou ainda durante a madrugada na Grande Belém

Alexandre Nascimento/Diário do Pará

O dia mais esperado para as compras em varejo, a Black Friday, começou. Mas, por que esperar até o dia amanhecer se o Shopping Metrópole, localizado em Ananindeua, na Grande Belém, deu a partida para as compras em desconto de madrugada?

A reportagem do DIÁRIO acompanhou a correria dos consumidores na madrugada inusitada do shopping, que reuniu mais de 30 lojas que aderiram ao evento e ofereceram descontos especiais em diversos produtos.

Wagner Almeida/Diário do Pará
 

O técnico em eletrônica Eduardo Silva, 23, foi um dos que trocou o dia pela madrugada. Nas mãos dele estavam pacotes de fraldas, cds e dvds, entre outros produtos. “Os cds e dvds estavam com desconto de 70%. As fraldas também estavam com desconto muito bom”, garantiu.

Em uma loja de departamentos, a correria dos consumidores começou antes mesmo da abertura das portas. Mas assim que foram liberadas, a correria dos consumidores foi geral, principalmente para garantir aparelhos eletrônicos. “As televisões estão boas de preço. Vou aproveitar e comprar”, disse Mayara Santos, 29, estudante.

Por outro lado, teve gente que foi até o shopping, mas não se agradou dos preços oferecidos pela Black Friday. “Já percorri várias lojas atrás de sapatos e roupas, mas os preços continuam os mesmos. Como dizem por aí, está mais para Black “Fraude” mesmo”, brincou Natália Duarte, 32, autônoma.

SUCESSO

Independente da opinião dos consumidores, o horário especial foi considerado um sucesso pela direção do shopping. “Esse é o primeiro ano que o shopping abre na madrugada na Black Friday, aderida por mais de 30 lojas. O horário proporcionou que pessoas que não podem aproveitar o dia venham durante a madrugada tentar conseguir um bom desconto”, disse o gerente de marketing, Marcelo Reuteurs.

A lojas de departamento  foram as que receberam a maior procura
A lojas de departamento foram as que receberam a maior procura | Ricardo Amanajás/Diário do Pará
A lojas de departamento foram as que receberam a maior procura | Ricardo Amanajás/Diário do Pará

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS