Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

PUNIÇÃO

Procurador do MPPA é afastado do cargo após fala racista em palestra

quinta-feira, 28/11/2019, 13:08 - Atualizado em 28/11/2019, 14:52 - Autor: Diário Online


Ricardo Albuquerque era Procurador de Justiça e Ouvidor-Geral do Ministério Público do Pará.
Ricardo Albuquerque era Procurador de Justiça e Ouvidor-Geral do Ministério Público do Pará. | Divulgação

O procurador de Justiça e Ouvidor-Geral do Ministério Público do Pará, Ricardo Albuquerque, foi afastado do cargo nesta quinta-feira (28) após deliberação do Colégio de Procuradores de Justiça do Ministério Público do Estado do Pará (MPE).

'Escravidão foi porque índio não gosta de trabalhar', afirma procurador do MPPA. Ouça o áudio

Por unanimidade, eles votaram contra o ouvidor-geral do MPPA, que se envolveu na polêmica após fazer considerações sobre a escravidão no Brasil e trabalho indígena durante uma palestra ministrada para estudantes de Direito na sede da instituição, em Belém. O procurador Antônio Eduardo Barleta de Almeida irá assumir a Ouvidoria do MPPA. 

Durante a sessão, movimentos sociais tentaram ocupar o local, mas foram impedidos de entrar pela segurança. Porém, um grupo de lideranças negras conversou com o procurador de justiça Waldir Macieira e com o promotor Marco Aurélio para falar sobre o caso. 

Em um áudio vazado nas redes sociais, o procurador aparece falando que "o problema da escravidão no Brasil foi porque o índio não gosta de trabalhar".

OAB se pronuncia contra fala racista de Procurador 

Na gravação, ainda é possível ouvir o procurador afirmar que "não acho que nós tenhamos dívida nenhuma com quilombolas. Nenhum de nós aqui tem navio negreiro", e que os "índios até hoje preferem morrer a trabalhar".

O DOL entrou em contato com o Ministério Público do Pará e aguarda um novo posicionamento. 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS