Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

SEU BOLSO

Gás de cozinha: Pará permanece em 7º no preço

segunda-feira, 25/11/2019, 07:27 - Atualizado em 25/11/2019, 07:27 - Autor: Diário do Pará


O botijão custa, em média, R$ 75 no Pará
O botijão custa, em média, R$ 75 no Pará | Olga Leiria

O Pará permanece como um dos estados onde o preço médio do botijão de gás de cozinha é um dos mais caros do Brasil, segundo o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos no Pará (Dieese/PA). O balanço efetuado pelo órgão, com base em dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP), mostra que, em média, o preço do produto foi vendido no Estado em outubro a R$ 75,62 com o menor preço a R$ 66 e o maior a R$ 100, uma redução de 0,5% em relação a setembro, quando o valor médio foi de R$ 75,66.

Petrobras aumenta em 4% gás de cozinha para residências

Em termos de impacto, quem ganha até um salário mínimo (atualmente R$ 998,00) e gasta em média cerca de R$ 75 no consumo, tem um impacto de 7,57% por mês. Em relação ao ranking nacional, o Pará possui o sexto botijão de 13 kg mais caro na Região Norte e o sétimo mais caro de todo o País. Mato Grosso foi onde no mês passado se observou o maior preço médio doproduto, vendido a uma média de R$ 95,97.

A pesquisa também mostrou os preços em Belém. Em outubro, o preço médio foi de R$ 69,69 na capital, com os preços variando entre R$ 68 a R$ 85. Entre os municípios paraenses, Xinguara foi o município que vendeu o gás de cozinha mais caro, custando R$ 92 (com o menor preço a R$ 85 e o maior a R$ 95), seguido de Paragominas que, em média, comercializou ao custo de R$ 91,75 (com o menor preço a R$ 91 e o maior a R$ 92). A partir desta segunda-feira (25), o preço do botijão deve ficar 4% mais caro nas refinarias, conforme anunciado pela Petrobras.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS