Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

PLANEJAMENTO

Veja quando usar o saque-aniversário do FGTS

sábado, 23/11/2019, 09:38 - Atualizado em 23/11/2019, 09:36 - Autor: Tiago Furtado


| Ricardo Amanajás/Diário do Pará

Mais de 800 mil pessoas aderiram ao saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) até o último dia 19 deste mês. A opção desta nova modalidade está disponível desde 1º de outubro e permite a retirada anual de parte do saldo da conta do FGTS. Porém, é preciso tomar cuidado, já que quem aderir ao saque do FGTS no aniversário perderá o direito ao benefício em caso de rescisão do contrato de trabalho. A opção é válida tanto para contas ativas quanto inativas.

A adesão pode ser feita no site do FGTS ou por aplicativo de celular (Android e iOS). O trabalhador tem de optar pelo saque-aniversário e trocar para o saque-rescisão quantas vezes quiser até 31 de dezembro de 2019. Já a partir do dia 1º de janeiro do ano que vem, quem estiver na opção saque-aniversário e quiser mudar de modalidade precisará esperar uma carência de dois anos no programa atual, sem a possibilidade de mexer no FGTS em caso de demissão sem justa causa. Apesar destas mudanças, a multa de 40% devida pelas empresas ao trabalhador demitido continua válida.

Segundo Luis Carlos da Silva, do Conselho Regional de Economia, é preciso tomar bastante cuidado e verificar os prós e contras antes de optar por esta nova modalidade de saque do FGTS, já que existe uma série de fatores que vai definir se é vantajoso ou não o saque de forma antecipada. “Nesse momento de mudança da Previdência Social, sem saber como e quando vai se aposentar, é preciso que esta decisão seja tomada com cautela. O FGTS é um orçamento importante e esta nova medida visa buscar movimentar a economia. Uma medida válida, mas que pode se tornar preocupante para o futuro do trabalhador”, alertou.

Luis Carlos recomenda o saque-aniversário apenas para aqueles que podem utilizar o recurso para quitar dívidas ou entrar em acordos com instituições financeiras para tirar o nome do cadastro de proteção ao crédito. A utilização também pode ser uma boa saída para aqueles que se encontram desempregados, mas cientes de que em caso de reinserção no mercado de trabalho, não poderá usar o saque do FGTS em uma possível demissão sem justa causa. “A gente orienta que a pessoa só utilize este valor se estiver bastante necessitada. Vivemos em uma sociedade de consumos e muitas vezes agimos por impulso, mas o ideal é que este rendimento seja mantido de forma integral”, reforçou.

Por fim, o economista avisa que, no caso das pessoas que estão prestes a se aposentar, o saque-aniversário do FGTS não é recomendado. Ele diz que vale a pena esperar um pouco mais para conseguir receber todo o saldo de uma só vez, além de que é possível tirar todo o valor quando completados 70 anos de idade.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS