Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

VISITAS

Comerciantes de Belém se preparam para cemitérios lotados neste sábado

sábado, 02/11/2019, 07:46 - Atualizado em 02/11/2019, 07:56 - Autor: Pryscila Soares/Diário do Pará


Expectativa dos vendedores de flores é que o movimento aumente em mais de 20% hoje.
Expectativa dos vendedores de flores é que o movimento aumente em mais de 20% hoje. | Irene Almeida/Diário do Pará

A procura por flores e velas se intensificou desde a semana passada, em frente ao Cemitério de Santa Izabel, no bairro do Guamá, em Belém. Vendedores aumentaram em cerca de 20% o estoque dos produtos para atender a demanda pelo Dia de Finados, lembrado hoje (2) em todo o País. A data garante um ganho extra, representando o décimo terceiro dos comerciantes.

Embora a procura esteja acontecendo, de acordo com um levantamento realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/Pará), o consumidor terá de desembolsar um valor mais alto na compra dos produtos este ano. A pesquisa apontou que alguns tipos de flores subiram acima da inflação, estimada em 3,50% para os últimos 12 meses. Segundo o Dieese, os preços oscilam entre R$ 4,00 a R$ 7,00. A unidade da rosa, por exemplo, está custando em média R$ 5,00. Já as flores tradicionais como o Sorriso de Maria, Crisântemos e o Galho de Monsenhor variam entre R$ 4,00 a R$ 5,00.

Em frente ao cemitério de Santa Izabel, os arranjos de flores como Sorriso de Maria, Crista de Galo, Cravo, Margarida, Monsenhor e Olho de Gato custam R$ 5,00. Também existe a opção de comprar um vaso de flores, que custa R$ 20,00. Já a unidade da rosa está sendo comercializada a R$ 3,00. Os pacotes de velas variam entre R$ 3,00 a R$ 7,00.

Valber Bastos, 45, atua com a venda de flores e velas em frente ao cemitério há 28 anos. Ele explica que os valores dos produtos não sofreram reajustes este ano. “As vendas já começaram a melhorar desde a semana passada. As flores mais procuradas são a Sorriso de Maria, rosa e a Monsenhor. Nós que trabalhamos com isso, dá para gerar nosso 13° nesse período. A gente aumenta bastante a quantidade, de 15 a 20% a mais do que em dias comuns”, pontuou.

Visitas

Algumas pessoas aproveitaram o movimento mais calmo, na tarde de ontem (1º), para visitar os túmulos de familiares no cemitério de Santa Izabel. Foi o caso do servidor público Thiago Monteiro, 36 anos, que mora em Castanhal e trabalha em Belém. “Comprei um buquê de Calábria. Paguei R$ 30,00. Aqui tem os túmulos dos meus avós e tios da minha esposa. Acho importante fazer isso todos os anos, porque são pessoas que representaram muito para a gente”, disse.

Nos últimos anos, a administradora Astrid Hage, 54, também opta por ir ao cemitério um dia antes da data de Finados e sempre compra arranjos de flores no local. “Gosto de rezar, então prefiro vir um dia antes por ser mais tranquilo. Meu pai morreu há dois anos. Mas aqui estão avós, tios... a gente sente saudade. Então essa data é uma forma de se sentir perto”, ponderou.

Astrid Hage faz questão de visitar os parentes mortos no dia anterior ao de Finados.
Astrid Hage faz questão de visitar os parentes mortos no dia anterior ao de Finados. Irene Almeida/Diário do Pará
 

PREÇOS DAS FLORES

Cemitério Santa Izabel

Arranjos de flores como Sorriso de Maria, Crista de Galo, Cravo, Margarida, Monsenhor e Olho de Gato custam R$ 5,00.

Vaso de flores - R$ 20,00.

Unidade da rosa - R$ 3,00.

Pacotes de velas variam entre R$ 3,00 a R$ 7,00.

Pesquisa do Dieese Floriculturas

Rosa (unidade) - R$ 9,50

Cemitérios

Rosa (unidade) - R$ 5,00

Monsenhor (galho) - R$ 4,00

Sorriso de Maria (maço) - R$ 5,00

Calábria (galho) - R$ 5,00

Velas

Pacote Phelicidade - R$ 2,09

Pacote Cigana - R$ 7,96

Pacote Luz da Vida - R$ 2,56

Pacote Econômica - R$ 5,59

Trânsito no entorno do Santa Izabel terá mudanças

Para o Dia dos Finados, a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (SeMOB) montou um esquema com bloqueios e desvios de trânsito e transporte no entorno dos principais cemitérios da capital paraense. Dez agentes de trânsito, em cinco viaturas, estarão distribuídos entre os cemitérios Santa Izabel, São Jorge e Tapanã.

Em São Jorge e Tapanã, os agentes irão auxiliar os motoristas e visitantes dos cemitérios para garantir maior fluidez no trânsito. Já no cemitério de Santa Izabel, onde há maior movimentação, algumas vias serão fechadas, como avenida José Bonifácio com a rua Paes de Souza; travessa Castelo Branco com rua dos Caripunas e avenida José Bonifácio com rua dos Caripunas. Por isso, a partir das 6h desta sexta-feira, 1º, as linhas de ônibus que operam no trecho interditado também terão os itinerários alterados da seguinte forma:

- As linhas que operam via travessa Castelo Branco, rua dos Caripunas e avenida José Bonifácio farão o trajeto pela travessa Castelo Branco, rua Silva Castro, avenida José Bonifácio, a destino.

- As linhas que operam via avenidas Bernardo Sayão e José Bonifácio farão o percurso pela avenida Bernardo Sayão, avenida José Bonifácio, rua Paes e Souza, rua Barão de Mamoré, avenida Conselheiro Furtado, avenida José Bonifácio, a destino.

- As linhas que operam via rua Barão de Igarapé Miri, avenida José Bonifácio, nos sentidos bairro-centro e UFPA-Satélite, irão pela rua Barão de Igarapé-Miri, avenida José Bonifácio, rua Paes e Souza, rua Barão de Mamoré, avenida Conselheiro Furtado, avenida José Bonifácio, a destino.

- As linhas Guamá-Presidente Vargas e Guamá-Montepio farão percurso, no sentido bairro-centro, pela rua Barão de Igarapé-Miri, avenida José Bonifácio, rua Paes e Souza, rua Barão de Mamoré, rua dos Mundurucus, a destino. Já no sentido centro-bairro, irão pela travessa Guerra Passos, avenida Conselheiro Furtado, travessa Castelo Branco, rua Silva Castro, avenida José Bonifácio, a destino.

Expectativa dos vendedores de flores é que o movimento aumente em mais de 20% hoje.
Expectativa dos vendedores de flores é que o movimento aumente em mais de 20% hoje. | Irene Almeida/Diário do Pará
Astrid Hage faz questão de visitar os parentes mortos no dia anterior ao de Finados.
Expectativa dos vendedores de flores é que o movimento aumente em mais de 20% hoje. | Irene Almeida/Diário do Pará

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS