Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

VIGILÂNCIA

Governo colocará tornozeleiras em todos os presos liberados pela Justiça no saidão do Círio

quinta-feira, 10/10/2019, 09:30 - Atualizado em 10/10/2019, 09:43 - Autor: Redação


|

Obedecendo a decisão da Justiça de liberar para saída temporária 600 presos durante o Círio de Nazaré, o Governo do Estado informa, através da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe), que todos eles sairão com tornozeleira eletrônica, fato que já vem ocorrendo em todas as saídas temporárias desde o início da administração Helder Barbalho

A saída temporária dos presos referente aos festejos do Círio ocorrerá de forma fracionada nos dias 10 e 11 de outubro. Os internos do regime semiaberto terão o benefício concedido pela Justiça por 7 dias e deverão retornar a unidade prisional às 14h do último dia. Será feita uma escala por critério de ordem alfabética para a saída.

O QUE É A SAÍDA TEMPORÁRIA?

A saída temporária, mais conhecida como "saidão", é uma autorização concedida pela Justiça, a através de um juiz de execução penal, que dá aos presos do regime semiaberto o direito de saírem temporariamente das unidades prisionais, sem vigilância de guardas e escolta, para visitarem e confraternizarem com familiares.

O benefício objetiva a ressocialização de presos, através do convívio familiar e da atribuição de senso de responsabilidade e disciplina do detento. É concedido apenas aos que, entre outros requisitos, cumprem pena em regime semiaberto, com autorização para saídas temporárias, e aos que têm trabalho externo.

Os saidões são uma determinação da Justiça. As Secretarias de Segurança Pública são responsáveis apenas por encaminhar lista nominal com foto de todos os beneficiados para o comando das Polícias Civil e Militar, para que eles possam ser identificados caso seja necessário. Além disso, agentes do sistema prisional fazem visitas aleatórias às residências dos presos para conferir o cumprimento das determinações impostas.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS