Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


25°
R$

Notícias / Notícias Pará

INICIATIVA

Helder Barbalho discute investimentos na Amazônia com embaixadores da Europa

sexta-feira, 13/09/2019, 16:04 - Atualizado em 13/09/2019, 16:07 - Autor: Agência Pará


| Jailson Sam/ Divulgação

O governador do Pará, Helder Barbalho, esteve reunido na manhã desta sexta-feira (13), em Brasília, com os embaixadores da Noruega, Alemanha e Reino Unido. No encontro, o chefe do Executivo estadual reforçou a importância do apoio internacional para a preservação e o desenvolvimento sustentável da Amazônia. 

Durante a reunião, o governador falou da expectativa de retomada do Fundo Amazônia pelo governo federal. Porém, ponderou que o Estado não pode ficar exclusivamente dependente desses recursos e disse que espera o apoio dos países para os projetos e ações estaduais, como por exemplo, o fortalecimento da fiscalização e também das estruturas de combate aos incêndios.

"Reforçamos com as embaixadas desses países o desejo dos governos estaduais de parceria com aqueles que queiram ajudar o Brasil, respeitando a soberania nacional e apresentando as propostas e projetos que ajudem estes estados a saírem da crise do desmatamento, bem como combaterem os focos de queimada e também a construírem de um desenvolvimento sustentável”, analisou Helder Barbalho.

Ainda de acordo com o governador do Pará, foi acertado que o Fundo Amazônia será preservado, visto que tanto os chefes de Estado quanto os embaixadores acreditam que a iniciativa é fundamental para o desenvolvimento da região. “O Fundo continuará, mas isto não exclui a possibilidade de construir conjuntamente com os governadores da Amazônia uma alternativa paralela que pode ser tratada com cada estado da Amazônia Legal, como também por meio do Consórcio de Governadores”, informou o chefe do Executivo do Pará.

Os países que financiam o Fundo Amazônia sinalizaram que continuarão o apoio ao projeto e que estão negociando com o governo federal a liberação dos recursos já garantidos. "A ideia é fortalecer o Fundo Amazônia. Eles estão em conclusão de diálogo junto ao Ministério de Meio Ambiente para que seja anunciada, nos próximos dias, a retomada dos investimentos do projeto", concluiu Helder Barbalho.

Além disso, os representantes das embaixadas também garantiram que estão dispostos a colaborar diretamente com os governos estaduais, e avaliam a possibilidade da criação de um fundo para o Consórcio da Amazônia Legal, como instrumento de parceria internacional.

Em 30 dias haverá uma nova reunião com as três embaixadas, para que apresentem as respostas dos países às demandas expostas pelos estados no encontro. Entre as propostas apresentadas estão a necessidade de apoio para a regularização fundiária e o fortalecimento das estratégias de tecnologias, além do aprimoramento produtivo para que o aumento da produção não esteja vinculado ao desmatamento e, por fim, o Zoneamento Econômico Ecológico. 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS