Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


23°
R$

Notícias / Notícias Pará

TRÂNSITO

Falta de sinalização e faixas trazem riscos a pedestres em avenida

quinta-feira, 12/09/2019, 07:58 - Atualizado em 12/09/2019, 09:41 - Autor: Diário do Pará


Onde não há faixa, pedestres e ciclistas se arriscam na travessia da Augusto Montenegro.
Onde não há faixa, pedestres e ciclistas se arriscam na travessia da Augusto Montenegro. | Ney Marcondes/Diário do Pará

Uma das vias mais movimentadas da capital, a avenida Augusto Montenegro, está com falta de sinalização em vários locais ao longo da via. Assim, pedestres e ciclistas se arriscam entre os carros e ônibus para atravessar as pistas, incluindo a obra do BRT Belém, trazendo riscos de acidentes.

O perímetro entre o Tapanã até a entrada do distrito de Icoaraci possui diversas empresas, escolas e conjuntos habitacionais, e não são raros os casos de pessoas que se arriscam na travessia devido à falta de faixas de pedestres e semáforos para organizar o trânsito pesado.

No quilômetro 11, em frente a um colégio particular, quem atravessa precisa contar com o bom senso dos motoristas, pois nenhuma faixa existe ali. “Os motoristas não respeitam e nem dão a prioridade para os estudantes que precisam ir ao colégio,uma coisa muito triste. Precisamos tentar a sorte para atravessar”, reclama a doméstica Socorro Costa.

Outro motivo de reclamação constante são os pontos de ônibus existentes ao longo da via. Segundo os moradores, os motoristas simplesmente queimam as paradas. A promotora de vendas, Helena Santos, afirma que costuma passar mais de uma hora esperando o transporte. “Eles deveriam fazer uma sinalização maior porque do jeito que está não dá para continuar. Essa situação deixa a gente simplesmente muito cansada”, desabafa.

Outro ponto complicado na via é na entrada do conjunto Tenoné. Os moradores tiraram, por conta própria, os blocos que separam a pista do BRT da pista comum, alegando que o perímetro possui grande fluxo de pessoas que saem do conjunto. “As pessoas estavam com crianças ou idosos queriam atravessar e simplesmente não podiam”, reclama o mototaxista Ezequiel Mendes. “A gente fez isso para justamente evitar o pior, que é um atropelamento e morte de alguém inocente. Eles só vão fazer alguma coisa quando algo grave acontecer” relata.

A Prefeitura de Belém informa que o trecho da avenida Augusto Montenegro está em obras do BRT e que toda a sinalização viária, incluindo as faixas de pedestres, será entregue junto com a conclusão da obra, que atualmente está concentrada no trecho compreendido entre o terminal Tapanã e terminal Maracacuera. “A Prefeitura informa que mantém agentes de trânsito e apoiadores operacionais por diversos pontos da Augusto Montenegro e orienta que as pessoas evitem atravessar em meio à obra e procurem os locais de travessia segura ao longo da via, em especial onde houver semáforo”.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS