Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


28°
R$

Notícias / Notícias Pará

INQUÉRITO POLICIAL

Promotoria Militar investiga atuação da PM após suicídio de jovem

quinta-feira, 05/09/2019, 20:04 - Atualizado em 05/09/2019, 20:04 - Autor: DOL


O caso aconteceu na manhã da última segunda-feira (2), em Belém
O caso aconteceu na manhã da última segunda-feira (2), em Belém | Reprodução

A Promotoria de Justiça Militar, através do promotor de Justiça Armando Brasil, instaurou nesta quinta-feira (5) um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar a atuação dos militares que atenderam a ocorrência de uma mulher que morreu após se jogar do alto de um prédio, no bairro do Umarizal, em Belém, na última segunda.

O inquérito tem prazo de 40 dias para sua conclusão. Ao DOL, o promotor Armando Brasil disse que determinou também que todos os militares “que atuaram no teatro de operações (Bombeiros e PMs)” fossem inquiridos. “Também mandei periciar a arma taser usada pelo militar do Comando de Operações Especiais (COE). Se for necessário, vou determinar a reconstituição do fato para podermos entender sua dinâmica”, explicou.

RELEMBRE

O caso aconteceu na manhã do dia 2 de setembro. Uma mulher jovem estava há horas no alto de um prédio, caminhando de um lado para o outro. Até que, em determinado momento, ela se joga. No mesmo momento, ela recebeu atendimento médico, mas não resistiu. De acordo com a família, ela tomava remédios controlados e tinha histórico de depressão.


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS