Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

JULGAMENTO

Acusados de matar presidente da Torcida Organizada Remoçada são absolvidos 

quinta-feira, 22/08/2019, 21:51 - Atualizado em 22/08/2019, 22:01 - Autor: Diario Online


| Reprodução

Dois integrantes de uma torcida uniformizada do Paysandu, Marcelo Régis de Sousa Aguiar e Wililayo Aleixo Pereira, foram absolvidos nesta quinta-feira (22), em Belém, acusados de matar o presidente de uma torcida uniformizada do Clube do Remo.

A vítima, Lian Cleber Araújo Nobre, presidia a Torcida Organizada Remoçada (TOR) e foi morta a tiros, na noite do dia 31 de julho de 2012, na avenida Duque de Caxias, bairro do Marco, na capital paraense.

Marcelo Régis e Wililayo Aleixo também foram absolvidos pelos jurados pela tentativa de homicídio de outros dois torcedores do Remo.

Um terceiro acusado do crime, Samir Assunção, não foi julgado nesta quinta-feira por ter recorrido da decisão de pronúncia.

Patrick William Costa Álvaro, que estava com a Lian no momento do crime e sobreviveu, foi ouvido como testemunha. A promotoria disse que irá recorrer da decisão. 

O CRIME

Menos de um mês após o crime, os três integrantes da torcida bicolor foram presos. 

No carro em que os três bicolores estavam, a polícia encontrou um revolver calibre 38, que teria sido utilizado para matar Lian, e um telefone celular, que continha mensagens trocadas entre torcedores do Paysandu.



Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS