Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


24°
R$

Notícias / Notícias Pará

ACESSIBILIDADE

Lei estadual determina placas em braile nas estações de ônibus

terça-feira, 16/07/2019, 07:59 - Atualizado em 16/07/2019, 07:59 - Autor: Ana Carolina Maciel Menezes


A Sociedade Nacional Apoio Rodoviário Turístico (Sinart) terá 120 dias para instalar placas em braile com a relação das linhas de ônibus e seu roteiro de viagem nas estações rodoviárias do Estado do Pará. A lei 8.882 foi sancionada pelo governador Helder Barbalho e publicada do Diário Oficial do Estado (DOE) desta segunda (15). A legislação prevê ainda, e obrigatoriamente, sob pena de advertência e multa, a aplicação de mapa tátil nas estações de ônibus para direcionamento e orientação de pessoas com deficiência visual.

Vereador de Belém pelo PT e diretor da Associação Paraense da Pessoa com Deficiência (APPD-PA), Amaury Filho confirmou que a entidade deve se reunir em breve com os órgãos responsáveis pela logística da instalação, tanto para contribuir com o trabalho quanto para manter seus próprios associados informados. Ele afirma que a lei estadual vem para regulamentar o que prevê a Lei Brasileira de Inclusão de Pessoa com Deficiência (13.146/2015), e que atende uma demanda histórica da associação.

“Independente de política, tudo o que vier, é bem-vindo. Esse é um passo importante para a independência de quem convive com a deficiência visual, é esse tipo de políticas públicas que precisamos”, afirma. “Ainda não temos detalhes sobre como esse trabalho será feito, mas com certeza queremos e iremos contribuir, estamos abertos para oferecer qualquer tipo de apoio nesse sentido”.

Procurada pela reportagem, a Sinart informou ainda não ter detalhes sobre a legislação ou sobre o cronograma de trabalho para a instalação das placas e mapas táteis.

Terminal oferece ajuda de tradutor em libras

Deficientes auditivos que utilizam o Terminal Hidroviário de Belém (THB) já têm o auxílio de uma profissional em libras para obter informações no local. O espaço também disponibilizou um Código de Defesa do Consumidor (CDC) impresso em braile. Os serviços de inclusão começaram a ser oferecidos nesta segunda-feira (15) pela Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH), responsável pela administração do local. A intérprete em libras vai atuar durante a semana, de segunda a sexta-feira, no horário de 7h às 13h, na sala da administração do terminal.

Além de fornecer uma série de tutoriais com orientações sobre os principais direitos e deveres dos consumidores, a cartilha possui um QRcode que possibilita abrir o código online.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS