Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


25°
R$

Notícias / Notícias Pará

FÉRIAS FRUSTRADAS

Passageiros bloqueiam avenida Almirante Barroso por falta de ônibus até Mosqueiro

sexta-feira, 12/07/2019, 21:21 - Atualizado em 12/07/2019, 22:22 - Autor: Monique Costa


| Via WhatsApp

Cerca de 100 passageiros que esperavam coletivos com destino à ilha de Mosqueiro, distrito de Belém, bloquearam a avenida Almirante Barroso, bairro de São Brás, em Belém, na noite desta sexta-feira (12).

Eles atearam fogo em caixotes de madeira para bloquear a via movimentada e chamar atenção dos órgãos responsáveis. 

Segundo os passageiros, desde às 16h nenhum ônibus foi visto para fazer o trajeto até a ilha, dificultando o começo do final de semana de quem escolheu a bucólica como destino das férias e até mesmo de pessoas que estão querendo retornar para suas casas depois de um dia cansativo de trabalho. 

A polícia militar esteve no local negociando com os passageiros, que exigiram ônibus para fazer o transporte até o destino desejado.

Ontem (11), houve protesto após os trabalhadores da empresa Transcap, que faz viagem até ao distrito, cruzarem os braços.

Mas a empresa garantiu o retorno das viagens já na madrugada desta sexta-feira, com a primeira viagem saindo às 4h30 de Mosqueiro, partindo da Baía do Sol e Sucurijuquara, rumo à São Brás.

Entretanto, no final da tarde desta sexta-feira, a empresa Transcap parou novamente de operar a linha urbana Belém-Mosqueiro. A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) disse que vem operando desde a manhã de forma emergencial com dez ônibus extras vindos de outras empresas, mas como esses ônibus eram previstos para o reforço operacional de veraneio para se somar aos 22 da empresa, a demora no intervalo de viagem tem sido maior. 

“No início da noite saiu de São Brás um ônibus às 18h30 rumo a Mosqueiro, portanto, não procede a informação de que a última viagem ocorreu às 16h”, informa a prefeitura em nota. “De Mosqueiro os ônibus do início da noite saíram, respectivamente às 19h20, 19h30 e 19h40. No momento do protesto, os demais se encontravam em um dos dois sentidos do trajeto”.

Diante do grande transtorno que as sucessivas paralisações ocorridas desde a madrugada de quinta-feira, 11, vêm causando à operação do sistema, deixando grande parte da população desassistida, a Prefeitura de Belém notificou nesta tarde, a empresa a “sanar imediatamente as irregularidades denunciadas, no sentido de normalizar a prestação do serviço e, no prazo de 48 horas, prestar esclarecimento sobre os fatos”, sob pena de “instauração do respectivo processo administrativo disciplinar para apuração das infrações contidas no Código Disciplinar do Serviço de Transporte Coletivo por Ônibus do Município de Belém, no sentido de serem aplicadas as sanções previstas nas normas regulamentares”. Estas sanções podem ir de multas à cassação da linha.

A prefeitura não informou se haverá reforço nas linhas no final de semana. 






Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS