Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Papo de Pet

DICA DE SAÚDE

Animais de estimação estão liberados para pacientes com alergia controlada

quarta-feira, 09/09/2020, 10:40 - Atualizado em 09/09/2020, 10:55 - Autor: Paloma Lobato/Com informações da assessoria


Pessoas alérgicas podem conviver com pets, mas precisam tomar certos cuidados.
Pessoas alérgicas podem conviver com pets, mas precisam tomar certos cuidados. | Reprodução

Quem tem animal em casa sabe o quanto esses peludinhos podem trazer uma série de benefícios para seus tutores. Porém, uma das maiores preocupações ao ter um pet está diretamente ligada às alergias. 

Mas, afinal, os bichos de estimação podem conviver com uma pessoa alérgica? Para o alívio de muita gente, o coordenador do Departamento Científico de Alérgenos da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), Dr. Ernesto Taketomi, explicou que essa convivência é possível. Claro que isso requer alguns cuidados específicos. 

O especialista explica que o principal desencadeador de alergias são os ácaros encontrados predominantemente na poeira domiciliar, mas também podem estar presentes na pelagem de gatos e cachorros e que 90% dos pacientes com alergias respiratórias vão apresentar alergia ao acaro da poeira domiciliar. “Porém, há pessoas que sofrem de asma e rinite e o ácaro não é o agente causador das crises”, conta Taketomi. Em termos percentuais, apenas cerca de 10 a15% dos pacientes com asma e rinite apresentam alergia a animais.

Confirmando-se a alergia, os tratamentos indicados podem ser os anti-histamínicos, corticoides e até vacinas para alergias (imunoterapia específica).

Cuidados

Em pacientes comprovadamente alérgicos ao ácaro e que gostam e têm animais de estimação, uma das orientações é que a frequência de banhos dos pets seja aumentada.

Além disso, o médico ressaltou que o isolamento social provocou um aumento nas crises alérgicas ao longo dos últimos meses. 

“Com o isolamento social, há uma tendência em ter a piora nas crises alérgicas por ficar mais tempo em casa junto com os animais. Nestes casos, tente não ficar muito próximo ao seu pet. Quem já está sob tratamento médico e não está apresentando reações alérgicas, fica liberada a convivência próxima aos cães e gatos”, finaliza o médico alergista.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS