Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


23°
R$
Pará

Carros abandonados se espalham pelas ruas de Belém

segunda-feira, 10/06/2019, 21:34 - Atualizado em 10/06/2019, 21:34 - Autor:


Eles estão por diversas partes de Belém. São inúmeros os veículos abandonados por vias públicas, nos acostamentos e até em calçadas em diferentes bairros, em situação degradante. De pneus furados e carcaças pichadas, a veículos que abrigam peças de louças de banheiro. Quase tudo pode ser visto nesses carros, em endereços das áreas centrais da cidade.


Na avenida Braz de Aguiar, entre as travessas Benjamim Constant e Doutor Moraes, um modelo Honda Acord ocupa a via. “A pessoa não quer mais, então tem de arrumar um espaço para tirar o carro do meio da rua e não ficar empatando, porque até poderia servir de vaga para outro que às vezes quer estacionar e não consegue”, aponta a cozinheira Ione Caxias, 48.


O que muita gente não sabe é que qualquer pessoa pode acionar o serviço de denúncia para comunicar o abandono do veículo, segundo informações da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob). “Veículos abandonados precisam ser denunciados pela população. A partir da denúncia, se o veículo estiver em local permitido para estacionamento- mas apresentar características de abandono - a Semob localiza o proprietário a partir da placa do veículo e o notifica para fazer a retirada”, informa a nota.


Se o veículo estiver estacionado irregularmente, continua a nota da Semob, são adotadas as medidas previstas pela legislação, entre elas a remoção, dependendo do caso. “Também é importante destacar que quando uma pessoa adquire um veículo, ele passa a ser de responsabilidade dela, inclusive quanto ao seu destino final, seja para venda para outro proprietário ou como sucata”, ressalta. Em outro ponto da cidade, na rua 28 de setembro, dois carros sem uso foram deixados na rua. O proprietário de um deles, um Palio, conta que a situação com o veículo está em processo judicial e, por isso, o automóvel continua na rua.


Um Fiat Fiorino estacionado na travessa Doutor Moraes também ocupa espaço indevido. O flanelinha Edmilson Aguiar, 37, conta que já faz tempo que esse veículo está na via abandonado. “São 3 ou 4 anos que ele está aqui. Picharam nele, tiraram várias peças, quebraram o vidro e às vezes ainda tem gente que usa ele para fumar ou até fazer as necessidades dentro. Tem até rato podre na parte do motor”, descreve ele mostrando o bagageiro do automóvel com uma pia e um vaso sanitário.


Denúncias devem ser feitas pelo e-mail: [email protected] ou pelos telefones 118 e 98429-0855. Após a formalização, agentes de trânsito da SeMOB vão ao local verificar a situação.


(Wal Sarges/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS