Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


24°
R$
Pará

Sessão especial na Alepa comemora os 30 anos do FNO

segunda-feira, 27/05/2019, 20:47 - Atualizado em 27/05/2019, 21:12 - Autor:


Agricultores familiares, microempreendedores e empreendedores participaram da sessão solene promovida na manhã desta segunda-feira (27) na Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) em homenagem aos 30 anos de criação do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO).


A sessão foi realizada no auditório João Batista e relembrou a criação do FNO, proposta pelo deputado Fábio Freitas, além de destacar a importância do Banco da Amazônia como indutor do desenvolvimento regional do Estado. “​O Banco da Amazônia está de parabéns pelo incentivo às micro e pequenas empresas, e por gerar mais emprego e renda, tornando a economia mais sustentável”, enfatizou o deputado Fabio Freitas.


Muitos foram os avanços promovidos desde que o FNO foi criado, a exemplo dos mais de R$ 45 bilhões investidos nas últimas três décadas em mais de 700 mil operações. Para o presidente da instituição, Valdecir Tose, inúmeros são os planos futuros do Banco para este ano. “Vamos visitar todos os municípios do Pará, mostrar como funciona o FNO e, se possível, realizar operações logo neste primeiro momento. Vimos nos modernizando para tornar o acesso ao FNO cada vez mais fácil aos empreendedores”, disse.


Estiveram presentes na solenidade a Gerente de Planejamento, Márcia​ Mithie​,​ o coordenador do GT FNO 30 Anos,​ M​érisson​ ​Rezende, e as coordenadoras Ruth Helena Lima (SECRE-COMUN) e Laura do Socorro (GPLAN).


Já a mesa oficial foi formada pelo presidente do Banco da Amazônia, Valdecir Tose; o gerente geral da agência Pedreira, Liércio Silva, o advogado e membro da Comissão de Direitos Sustentáveis da OAB Pará, Dênis Farias; o deputado estadual Raimundo Santos; o deputado federal Airton Faleiro; o deputado estadual Fábio Freitas, que propôs a sessão; a presidente da Emater Pará, Cleide Martins; e o gerente financeiro do Sebrae Pará, Marco Figueiredo.


(DOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS