Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
Pará

Mães pedem punições após agressões a criança autista em clínica de Castanhal

quinta-feira, 23/05/2019, 13:19 - Atualizado em 23/05/2019, 13:48 - Autor:


As agressões a uma criança autista dentro de uma clínica terapêutica localizada em Castanhal, no nordeste paraense, cujas imagens viralizaram na manhã desta quinta-feira (23), gerou revolta entre grupos de mães.



Nas redes sociais da clínica terapêutica, internautas pediam punições as agressoras que aprecem nas imagens, que seriam donas da clínica. 


ATENÇÃO: O VÍDEO CONTÉM IMAGENS FORTES




JUSTIÇA!


"Estou triste e revoltada! Nunca imaginei que era esse o tratamento oferecido a crianças inocentes. Tenho um afilhado de 4 anos, autista, que é o amor das nossas vidas, e infelizmente frequentou e fez terapia neste lugar de horrores. Isso não ficará impune, Deus é justo. Que a justiça de Deus e dos homens seja feita! Mais amor, por favor!", pediu Erika Figueiredo.


"Hipocrisia, maldade, inexistência de profissionalismo, despreparo, covardia: tudo isso resume a essel lugar. A justiça será feita!", diz Giovanna Lisboa. 



"Que absurdo! Pessoas que estavam ali para ajudar, maltrando e batendo. De uma ignorância sem tamanho, que a justiça seja feita", acrescentou Martha Alves. 


O Grupo de Mães Mundo Azul, de crianças com autismo, emitiu uma nota de repúdio logo após tomar conhecimento das agressões. 


Ver essa foto no Instagram

*NOTA DE REPÚDIO* Nós, mães de crianças com autismo, unidas em torno do GRUPO DE MÃES MUNDO AZUL, recebemos na data de hoje, 23 de maio de 2019, as estarrecedoras imagens de agressão explicita a uma criança já identificada em nossas redes como pessoa com autismo. O fato noticiado na mídia apresenta a ocorrência de violência física e psicológica em clinica terapêutica localizada no município de Castanhal. Tais situações indicam a grave ocorrência de violações de Direitos Humanos e de Direitos da Pessoa com Autismo. Merecem não somente o repúdio da sociedade, mas uma apuração minuciosa e punição exemplar para que tais ações não ocorram novamente. O GRUPO DE MÃES MUNDO AZUL estará atento e acompanhando os desdobramentos deste caso, exercendo assim o inalienável direito de toda mãe de exercer a proteção de seu bem mais precioso: nossos filhos! Mexeu com um, mexeu com todos! GRUPO DE MÃES MUNDO AZUL

Uma publicação compartilhada por Grupo de Mães Mundo Azul (@grupomundoazul) em



Em nota, a Polícia Civil informou que um Boletim de Ocorrência foi registrado nesta quinta-feira (23), na Delegacia de Castanhal. O vídeo também foi entregue à polícia. Por se tratar de suposta agressão contra menor de idade, o fato registrado será encaminhado para a Delegacia Especializada no Atendimento a Crianças e Adolescentes (DEACA) em Castanhal, para a tomada das providências cabíveis à apuração dos fatos.


O DOL tenta contato com a mãe da criança para mais detalhes. O DOL também entrou em contato com a clínica terapêutica e aguarda um posicionamento em relação as denúncias.


(DOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS