Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


26°
R$
Pará

Após morte de suspeitos, moradores da Terra Firme protestam

quarta-feira, 01/05/2019, 22:43 - Atualizado em 01/05/2019, 23:18 - Autor:


Após a morte de dois jovens identificados como Paulo Marcus Pimentel Ferreira, 23, e Márcio Ribeiro de Souza, 21, em um confronto com a Polícia Militar, moradores do bairro da Terra Firme, em Belém, protestaram, no início da tarde desta quarta-feira (1), na avenida Celso Malcher.


Segundo a PM, eles teriam atirado contra policiais militares, por volta do meio-dia, nas passagens Rodrigues e Orquídea.


Segundo o tenente Rabelo, da Polícia Militar, “os rapazes teriam envolvimento na morte do vigilante” Luzimar de Oliveira Alves, 41, que aconteceu na última terça-feira (30), em frente a uma casa lotérica, na Celso Malcher. Paulo também era suspeito de participar do assassinato do PM Ademir, de Abaetetuba, na avenida Bernado Sayão, em outubro de 2015.


Já Márcio estaria envolvido no assassinato do cabo da Polícia Militar Rosivaldo Rodrigues Barbosa, de 55 anos, no bairro do Guamá, em junho de 2017. 


O CASO


Os PMs receberam denúncias de que os dois homens envolvidos na morte do vigilante estavam na passagem Orquídea com a passagem Vilhena, portando armas de fogo. Ao chegarem lá, foi feito “o cerco policial para prendê-los, mas, ao avistarem as guarnições da PM, eles sacaram suas armas e tentaram disparar em direção aos policiais.


Os policiais reagiram e os dois suspeitos foram atingidos e socorridos para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Terra Firme. Eles não resistiram e morreram na unidade de saúde. As armas apreendidas com a dupla, um revólver e uma arma de fabricação caseira, ambos calibre 38, e três munições, foram apresentados na Seccional de Polícia Civil da Cremação, onde o caso foi registrado”, comunicou a PM, em nota.


(Com informações de Michelle Daniel/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS