Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


31°
R$
Pará

Governo aumenta número de balsas após população ser afetada por queda de ponte

sábado, 06/04/2019, 15:00 - Atualizado em 06/04/2019, 18:49 - Autor:


O governador Helder Barbalho anunciou neste sábado (6) algumas medidas estruturais que servirão para minimizar o impacto na rotina da vida das milhares de pessoas atingidas, além da economia do Estado, após a terceira ponte do complexo da Alça Viária, localizada na PA-483, desabar na madrugada de hoje.


LEIA TAMBÉM: Balsa Vó Maria, que causou acidente em Moju, não podia trafegar



Além de priorizar as buscas pelas vítimas, que caíram nas águas no momento da colisão da balsa com um dos pilares, o número de balsas disponíveis irá aumentar para auxiliar no tráfego do referido trecho do acidente aos portos Arapari, em Barcarena, e o Bannach, em Belém, que serão recuperados. A previsão é que em dez dias seja estruturado um terceiro porto também no complexo de Arapari.


CONFIRA: Fotos exclusivas do DOL/DIÁRIO mostram danos em Moju após queda de ponte


"Pela gravidade do incidente, a gestão estadual decretou situação de emergência. Isso nos dará condição para termos agilidade e fazermos frente às demandas que estão surgindo. Estimamos que o custo de todo o trabalho a ser realizado gire em torno de R$ 100 milhões. Se não houver nenhum obstáculo mais complicado, é possível que possamos concluir tudo em um ano", pontuou o governador.




“Já conseguimos aumentar o número de balsas disponíveis para que o Arapari possa ser alternativa para este tráfego. De três balsas passa para oito. Acaba a escala de uma balsa por hora e torna-se fluxo contínuo”, complementou o governador.


Foram autorizadas também obras para que sejam colocadas balsas subsidiadas pelo Governo do Estado no trajeto onde, até então, estava sendo feito no local da ponte. Outra ação prioritária é a remoção dos escombros da embarcação e da ponte que estão nas águas, bem como fazer o projeto para a reconstrução da estrutura danificada.


ROTAS ALTERNATIVAS


 Na ocasião, Helder anunciou que foram iniciadas as obras em uma estrada quilombola, vicinal no município de Moju, que permitirá uma alternativa de tráfego, além da aceleração das obras que estão em andamento na PA-252, que servirá também com esse propósito.




SEGURANÇA


As ações de policiamento foram intensificadas pela Polícia Militar nos trechos da travessia de Belém-Arapari e Arapari-Belém, bem como nos perímetros de bloqueios em Moju, onde terão equipes que vão sinalizar e orientar os motoristas.



INVESTIGAÇÃO


O secretário de Segurança Pública, Ualame Machado, informou que está em contato com o advogado responsável pelas cinco pessoas que estavam ocupando a balsa no momento do choque e adiantou que elas devem ser ouvidas ainda hoje (6). Ele ressaltou ainda que continuam os trabalhos para identificar o proprietário da embarcação e da carga, além das respectivas documentações, bem como fazer um levantamento para apurar as causas do acidente.



(DOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS