Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$
Pará

Condenado por estupro é preso ao sair de restaurante em Belém

terça-feira, 02/04/2019, 19:05 - Atualizado em 02/04/2019, 19:13 - Autor:


A Polícia Civil do Pará prendeu, nesta terça-feira (2), em cumprimento de mandado judicial de recaptura, Marco Aurélio Xavier Rodrigues, 47 anos, condenado pela Justiça do Estado por estupro, mas que estava atualmente na condição de foragido. A prisão foi realizada por policiais civis do Serviço de Polícia Interestadual de Buscas e Capturas (Polinter).


A prisão do acusado foi realizada no momento em que ele trafegava em seu veículo, após sair de um restaurante, localizado no bairro de Val-de-Cans, em Belém. Além da condenação, o preso é investigado em diversos inquéritos policiais por crimes de falsificação de lacre identificador de veículo automotor, danos ao patrimônio público e dois furtos.


A ordem de prisão de Marco Aurélio foi expedida em outubro de 2018 pela Vara de Execução Penal da Região Metropolitana de Belém. A operação policial foi realizada pela equipe composta pelos investigadores Hilário Júnior, Marcelo Calandrini, João Bosco, Cláudio Siqueira e José Pontes, da Polinter. "O cumprimento do mandado de prisão atende às diretrizes prioritárias do delegado-geral Alberto Teixeira e do diretor de Polícia Especializada, delegado Sérvulo Cabral”, ressalta o delegado Raphael Cecim, titular da Polinter. Segundo ele, a prisão contou com informações repassadas pelo Disque Denúncia, por meio do fone 181. Foi informado à Polinter que Marco Aurélio estava foragido do sistema penitenciário desde setembro de 2009.


"Após confirmarem as informações da denúncia anônima, por meio de investigações e consultas em bancos de dados de informações policiais, foi realizado trabalho de campo, com uso de técnicas de investigação moderna. Após três dias de observação e vigilância, os policiais civis realizaram a prisão de Marco Aurélio", explica Cecim. Segundo o delegado, o preso Marco Aurélio tem extensa lista de crimes e responde a processos na Justiça do Pará.


As atitudes criminosas cometidas por Marco Aurélio ocorrem desde o ano de 1997, quando ele foi acusado criminalmente em três processos diferentes por estupro - dois processos em 1999 e um em 2014. O mandado de recaptura do fugitivo foi expedido em outubro de 2018. Após passar por exames periciais, o preso foi conduzido ao Sistema Penitenciário do Estado, para voltar a responder pelos crimes. O delegado ressalta a importância do serviço 181, o Disque Denúncia, como forma de a população auxiliar o trabalho de combate ao crime no Estado.


(Com informações da Polícia Civil)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS