Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
Pará

Cachorro tem pescoço cortado em Belém

sexta-feira, 08/03/2019, 16:57 - Atualizado em 08/03/2019, 18:16 - Autor:


Um cachorro teve o pescoço cortado, na tarde desta sexta-feira (08), em Belém. A crueldade aconteceu na avenida João Paulo II, próximo à rua Mariano, no bairro do Castanheira. Casos de maus tratos com animais estão se tornando corriqueiros. Na última segunda-feira (04), uma cachorra foi arrastada por ocupantes de uma motocicleta no bairro do Icuí, em Ananindeua. O vídeo chocou os internadas. Batizada como Amora, ela teve alta médica hoje e já foi adotada. 


 




Raquel Viana, responsável pelo abrigo AuFamily, contou que recebeu uma ligação falando do crime contra o animal. “A Amora tinha acabado de receber alta médica, quando me ligaram para falar desse cachorro que teve o pescoço cortado. O veterinário acredita que o golpe tenha sido com terçado, pois foi muito profundo. Infelizmente todo dia é essa situação”, conta. 



Ela completa dizendo que o animal já está internado no hospital. “Ele já recebeu os primeiros atendimentos e deverá passar por uma cirurgia ainda hoje para suturar o golpe, que foi muito profundo. Ele perdeu muito sangue, mas felizmente não pegou nenhuma artéria e o estado de saúde dele é estável”, completa Raquel Viana. 



A responsável pelo abrigo AuFamily explica ainda esses atendimentos tem custos. “Não conseguimos pagar as dívidas, porque o tempo todo estamos fazendo outra com os atendimentos”, lamenta. As dívidas do abrigo em hospitais veterinários em Belém já passam de 40 mil reais. Quem quiser ajudar pode participar da vaquinha ou depositar nas contas abaixo: 


Banco do Brasil 
Ag 1882-1
Conta poupança 170.613-6
Variaçao 51
Cpf 471 249 892 72
Raquel Ferreira Viana/ cães do arari

Caixa Econômica
Ag 3261
oper 013
Poupança: 44029-9
Cpf 471.249.892.72
Raquel Ferreira Viana

Santander
Ag 4636 
Conta 010779427 
Cpf 471 249 892 72
Raquel Ferreira Viana


O DOL tenta contato com a Polícia Civil para saber se o autor do crime já foi identificado. 


(DOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS