Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


23°
R$
Pará

Inconformados, moradores bloqueiam estrada Almir Gabriel

sexta-feira, 01/03/2019, 20:32 - Atualizado em 01/03/2019, 22:25 - Autor:


Os moradores das proximidades do final da linha da estrada Almir Gabriel, em Marituba, Região Metropolitana de Belém, bloquearam a via na noite desta sexta-feira (1º). Os cidadãos sentem-se humilhados e exigem que a prefeitura realize serviços de saneamento e pavimentação no local.


Os moradores utilizaram paletes e tubos de concreto, que supostamente seriam utilizados no início das obras no local, para bloquear a principal estrada do bairro. Com o período das chuvas a situação no local agravou-se. A estrada virou um lamaçal que invade casas e pode causar sérios acidentes de trânsito.


Para o rodoviário Rômulo Gutierres, um dos participantes da manifestação, a situação é calamitosa. A pior que ele já presenciou em mais de 10 anos pelas estradas paraenses. “Aqui está intrafegável. Tenho medo de manobrar o veículo devido as condições dessa estrada. Quando você entra com a dianteira, se sente a traseira do ônibus deslizar”, relata o motorista, que ainda ressalta que a prefeitura trata os moradores como "bichos".


A prefeitura de Marituba informou, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Urbanismo, que o bairro Almir Gabriel foi formado em uma área de ocupação desordenada e, infelizmente, neste intenso período chuvoso as ruas que ainda não foram feitas ficam em situação ruim.


A prefeitura informou ainda que metade das 46 ruas existentes no bairro já foram asfaltadas e que atualmente estão ocorrendo obras no bairro, que terá ciclovia, área de lazer, academia ao ar livre, calçadão e praça, além de uma creche que está sendo construída pra atender os moradores do bairro.


A gestão pública pede paciência aos moradores do bairro pra que quando o período chuvoso passar, possa haver condições de se fazer os serviços de terraplenagem e asfalto.


 (DOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS