Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
Brasil

Filho suspeita que Flordelis e irmãs podem ter participação na morte de pastor

sexta-feira, 21/06/2019, 13:34 - Atualizado em 21/06/2019, 14:09 - Autor:


A investigação do assassinato do pastor Anderson do Carmo, morto a tiros no último domingo (16), teve uma reviravolta após o depoimento de um terceiro filho da vítima. O jovem contou na última quinta-feira (20) à Polícia Civil que suspeita que a mãe, a deputada Flordelis (PSD), e outras três irmãs também estejam envolvidas no crime. 


Em depoimento, o rapaz, que não teve a identidade revelada, relatou que a mãe e as irmãs colocavam remédio na comida de Anderson, o que teria causado uma série de problemas de saúde na vítima. Ainda de acordo com o jovem, no mês de fevereiro o pai teria mostrado uma ameaça de morte recebida. 


O rapaz também relatou que, no momento do crime, não houve movimentação estanha, barulho, confusão e nem veículo em fuga. Mas ele afirmou ter visto um dos irmãos envolvidos na morte ao lado do corpo do pastor. O irmão teria recolhido uma mochila de couro e o telefone celular de Anderson. O jovem afirmou ter visto o aparelho sendo entregue para a mãe. 


Leia mais:



Os celulares do pastor, de Flordelis e de um dos irmãos, Flávio, ainda não foram encontrados pela polícia. A mochila citada no depoimento do rapaz também continua desaparecida. 

Ainda durante o depoimento, o filho do casal disse que o desespero apresentado pelos familiares no momento do velório foi um verdadeiro "teatro" e que Flordelis teria afirmado que "a hora do pai estava chegando", dias antes do assassinato. 


A prisão temporária de Flávio, que disparou seis tiros contra o pastor, e Lucas, que teria comprado a arma usada no crime, foi determinada pela Justiça do Rio na última quinta-feira (20). 


A deputada ainda não se pronunciou sobre a acusação do filho.


(Com informações da Veja)  

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS