Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$
Brasil

Site divulga novos trechos de conversa entre Moro e promotores da Lava Jato

sexta-feira, 14/06/2019, 23:14 - Atualizado em 14/06/2019, 23:31 - Autor:


Logo após o primeiro depoimento de Lula, Sérgio Moro procurou o Ministério Público para pedir que fosse lançada uma nota contra a defesa do petista. É o que revela novos trechos de mensagens divulgados pelo site Intercept BR nesta sexta-feira (14).


O ex-juiz pediu aos procuradores da Lava Jato uma nota à imprensa para rebater o que chamou de “showzinho” da defesa de Lula após o depoimento do ex-presidente no caso do triplex do Guarujá. 


Os vazamentos de conversas entre Moro e procuradores da força tarefa da Lava Jato estão sendo divulgados pelo site desde o início da semana. Moro e Deltan conversam sobre a troca da ordem de fases da Lava Jato, novas operações, conselhos estratégicos e pistas informais de investigação, evidenciando uma união entre as instituições para criar uma acusação contra o ex-presidente e tirá-lo da disputa eleitoral de 2018.


Nas conversas divulgadas, Deltan Dallagnol chega a demonstrar insegurança em relação a consistência das provas contra Lula, baseada inteiramente em uma reportagem de O Globo, publicada em 2011, e que não menciona a palavra tríplex. Moro mostra tranquilidade e incentiva o promotor a seguir em frente com a acusação, O grupo de promotores e o ex-juiz mostram-se motivados a retirar Lula da corrida eleitoral, por diversas vezes.


Novos Trechos


As novas mensagens divulgadas ocorreram em 10 de maio de 2017, quando Moro já presidia um processo criminal contra o ex-presidente no caso do “apartamentro triplex do Guarujá”. Eram 22h04 quando o então juiz federal pegou o celular, abriu o aplicativo Telegram e digitou uma mensagem ao Santos Lima, da força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público Federal em Curitiba.


“O que achou?”, quis saber Moro. O juiz se referia ao maior momento midiático da Lava Jato até então, ocorrido naquele dia 10 de maio de 2017: o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo em que ele era acusado de receber como propina um apartamento triplex no Guarujá. Disponibilizado em vídeo, o embate entre o juiz e o político era o assunto do dia no país.


Após alguns membros do grupo responder, Moro sugere que no dia seguinte a força tarefa lançasse uma nota para desmoralizar os argumentos de defesa do ex-presidente, dizendo que a defesa já teria feito seu "showzinho". 


(Com informações do Intercept BR)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS