Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
Brasil

Gilmar Mendes diz que ‘Moro era chefe da Lava-Jato’ e Dallagnol ‘um bobinho’

quinta-feira, 13/06/2019, 09:43 - Atualizado em 13/06/2019, 10:14 - Autor:


O tom dos diálogos registrados em um aplicativo de conversas entre Sergio Morto e Deltan Dallagnol foi criticado pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). As informações são da Época.


O ministro ainda ponderou sobre consequências para a operação Lava-Jato associadas ao conteúdo publicado pelo site “The Intercept Brasil”. Moro não negou mensagens e disse que não viu 'nada de mais' em conversa com procurador


Em entrevista à Época, Mendes afirma que as mensagens mostram que “o chefe da Lava-Jato não era ninguém mais, ninguém menos do que Moro. O Dallagnol, está provado, é um bobinho. É um bobinho. Quem operava a Lava-Jato era o Moto”, garantiu.




Para Mendes, houve a prática de um crime nas conversas vazadas, ao comentar um trecho das mensagens onde Moro e Dallagnol falam sobre uma simulação de uma denúncia anônima. “Simular uma denúncia não é só uma falta de ética, isso é crime”, acrescentou o ministro.


Veja também:



(Com informações da Época)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS