Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
Brasil

PM persegue carro e encontra quatro corpos que foram esquartejados com serra elétrica

terça-feira, 11/06/2019, 15:55 - Atualizado em 11/06/2019, 16:12 - Autor:



O motorista de um carro branco desobedeceu a ordem de parada de policiais militares na Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro, na noite desta segunda-feira (10), e, após uma troca de tiros entre o condutor e os PMs, os agentes descobriram que havia quatro corpos esquartejados embalados em sacos plásticos dentro dos veículos.


De acordo com a Polícia Militares, a movimentação de um carro de cor branca levantou suspeitas. Quando os agentes tentaram fazer a abordagem, o motorista ‘arrancou’ com o veículo para escapar. A perseguição começou na Rua Nicarágua e terminou na Honório Bicalho, uma via sem saída.


O condutor, em seguida, desceu do carro e seguiu a pé por uma passarela. No entanto, segundo a polícia, houve troca de tiros e o homem foi baleado. André Luiz da Silva Almeida, 32 anos, foi levado ao hospital e, logo após, para a delegacia.


Ele foi ouvido e autuado em flagrante pelos crimes de ocultação de cadáver e tentativa de homicídio, por ter disparado contra os policiais militares.


Dentro do veículo deixado pelo criminoso, a polícia encontrou vários pedaços de corpos dentro de sacos plásticos, no banco de trás e no porta-mala.


Os corpos foram encaminhados para o IML. Duas vítimas já estão identificadas: eles são os primos Jonathas Gonçalves de Oliveira Tavares e Rodrigo Gonçalves Marques, ambos de 26 anos. Os outros dois corpos ainda aguardam identificação.


Primos eram procurados


Os primos Jonathan Gonçalves e Rodrigo Gonçalves estavam desaparecidos desde a última segunda-feira. De acordo com o relato de amigos, os dois são moradores de uma região próxima ao Morro do Dezoito, em Quintino, na Zona Norte do Rio.


Nesta segunda-feira, os dois e outras duas pessoas, teriam ido até a Rua Canitá, no Complexo do Alemão, para buscar o carro de Jonatan, que havia enguiçado na véspera quando ele foi a um baile funk. A moto de Rodrigo e o carro de Jonathan ainda não foram localizados pela polícia.


De acordo com um dos policiais que participou da perícia do local onde os quatro rapazes teriam sido esquartejados, há indícios de que todos foram torturados antes de serem executados. Provavelmente, uma serra elétrica foi usada pelos criminosos para esquartejar as vítimas.


“Encontramos vestígios de tortura como marcas de pancadas na cabeça e no corpo. Tudo indica que os corpos foram esquartejados após a execução. Os cortes nos cadáveres são semelhantes aos feitos por facas de açougue ou por algum tipo de serra como a elétrica, por exemplo. Apuramos que um amigo do Jonathan também foi convidado por ele para ir desenguiçar o veículo, mas acabou desistindo. Então o Rodrigo acabou indo no lugar dele”, disse o policial, que não quis se identificar, foi entrevistado pelo portal Extra.


(Com informações dos portais Metrópoles e Extra)


 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS