Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
Brasil

Estrutura começa a se desprender e ameaça barragem em Minas Gerais

sexta-feira, 31/05/2019, 15:08 - Atualizado em 31/05/2019, 16:28 - Autor:


A Vale confirmou que, na madrugada desta sexta-feira (31), foi registrado o desprendimento de fragmentos do talude norte da cava da Mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais, na região central de Minas Gerais. A área está sendo monitorada desde os rumores de um possível rompimento da barragem por consequência da queda do paredão da mina. 


“Esses blocos se acomodaram no fundo da cava. As primeiras avaliações indicam que o material está deslizando de forma gradual, o que até o momento corrobora as estimativas de que o desprendimento do talude deverá ocorrer sem maiores consequências”, informou a Vale, por meio de nota. 


De acordo com a mineradora, o monitoramento da cava e da barragem está sendo realizado 24 horas por dia. O controle do local está sendo feito por drone, um radar e uma estação robótica. Segundo a Vale, o radar e a estação conseguem perceber movimentações milimétricas. 


“Foi um desprendimento de uma parte insignificante, segundo o empreendedor, que caiu dentro da cava e ali ele foi acondicionado e não trouxe nenhuma característica de gatilho ou possível tremor que viesse a ter consequências na Barragem Sul Superior”, destacou. “As ações continuam de monitorar, de acompanhar cada situação, já era previsto que esse talude poderia romper na sua totalidade ou partes dele e isso vem concretizando a cada dia que aumenta a velocidade desse deslocamento”, pontuou o tenente-coronel Flávio Godinho, da Defesa Civil de Minas. 



Apesar da preocupação, a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) relata que há possibilidade de que ocorra um deslizamento com assentamento gradual do talude no fundo da cava da mineração, o que pode preservar a estrutura da barragem. 


O talude que ameaça ruir tem 10 milhões de metros cúbicos. O Cedec informou que em um pior cenário, ocorrerá um descolamento repentino da placa, que pode causar uma onda de choque capaz de fazer com que os rejeitos da Barragem Sul Superior iniciem um processo de liquefação e façam romper o represamento. 


Na útima segunda-feira (27), o Secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável sobrevoou a área da mina. No vídeo, é possível ver rachaduras na extensão da estrutura.
 


Assista:



(Com informações do EM)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS