Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


23°
R$
Brasil

Jair Bolsonaro fala sobre massacre em escola: 'monstruosidade e covardia sem tamanho'

quarta-feira, 13/03/2019, 16:42 - Atualizado em 13/03/2019, 17:44 - Autor:



O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, utilizou o Twitter para expressar as condolências e a indignação com o massacre cometido na escola estadual Raul Brasil, na cidade de Suzano, em São Paulo, na manhã desta quarta-feira (13). Bolsonaro classificou as mortes como uma “monstruosidade e covardia sem tamanho”.




O crime ocorreu, por volta das 9h, quando os assassinos - identificados como Guilherme Taucci Monteiro, 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, 25 anos - entraram na escola estadual armados com  um revólver calibre .38, uma besta (arma medieval com flechas), facas, peças que imitavam explosivos e um machado


Os atiradores deixaram oito mortos e dezenas de feridos, na escola, antes de tirarem a própria vida. A direção já confirmou que os atiradores são ex-alunos.


Antes de se dirigirem ao colégio, um dos atiradores baleou o próprio tio, Jorge Antônio Moraes, dono de uma locadora de veículos que fica ao lado do colégio. O comerciante foi socorrido e levado ao hospital municipal de Suzano, mas não resistiu.


A polícia identificou todas as oito vítimas da tragédia. Entre elas, estão duas funcionárias da instituição de ensino: Marilena Ferreira Vieira Umezu e Eliana Regina de Oliveira Xavier. Cinco jovens, todos estudantes do ensino médio, também foram identificados: Pablo Henrique Rodrigues, Cleiton Antônio Ribeiro, Caio Oliveira, Samuel Melquíades Silva de Oliveira e Douglas Murilo Celestino


Os alunos estavam no pátio, durante o intervalo das aulas, quando foram surpreendidos pelos tiros.


Jorge Antônio Moraes, dono de uma locadora de veículos que fica ao lado do colégio, foi o primeiro a ser atingido pelos atiradores. Ele seria tio de um dos atiradores e percebeu um comportamento estranho no adolescente. O comerciante foi socorrido e levado ao hospital municipal de Suzano, mas não resistiu.



(Com informações do portal Metrópoles)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS