Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
AVANÇO

Estudo mostra que cães farejadores podem detectar o coronavírus em pessoas infectadas

Os cães podem farejar pessoas com infecções e sem infecções, assim como pacientes com covid-19 assintomáticos e sintomáticos.

sexta-feira, 12/03/2021, 12:38 - Atualizado em 12/03/2021, 12:38 - Autor: Com informações de UOL


Filou é um pastor belga de três anos que está sendo treinado para identificar o coronavírus
Filou é um pastor belga de três anos que está sendo treinado para identificar o coronavírus | Foto: Ole Spatal/DPA/picture alliance

Um estudo realizado na Alemanha apontou que cães farejadores, se treinados, podem detectar o coronavírus com 94% de precisão, mesmo em pessoas assintomáticas.

Após oito dias de treinamento na Escola Superior de Medicina Veterinária de Hannover, os animais da escola de cães de serviço das Forças Armadas Alemãs foram capazes de identificar corretamente o coronavírus em 94% das 1.012 amostras de saliva ou secreção respiratória. 

De acordo com a veterinária da escola de cães Esther Schalke, os cachorros são condicionados a cheirar o “odor do coronavírus” que vem das células de pessoas infectadas. O vírus em si não exala odor, mas altera o metabolismo das células humanas infectadas – o cão, então, pode sentir o cheiro das substâncias liberadas.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS