Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
CAMPANHA CONTRA COVID-19

Ministro de Israel sugere que quem não confia em vacinas é 'palhaço' e ironiza fake news em vídeo

O Ministro é questionado pelo humorista que representa as pessoas céticas ou que questionam os imunizantes

segunda-feira, 01/03/2021, 11:04 - Atualizado em 01/03/2021, 12:29 - Autor: Com informações DW


Imagem ilustrativa da notícia Ministro de Israel sugere que quem não confia em vacinas é 'palhaço' e ironiza fake news em vídeo
| Reprodução

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel, usou uma forma bem-humorada para incentivar a população de seu país a se vacinar e, ao mesmo tempo, combater as notícias falsas e o ceticismo em relação aos imunizantes.

Ele aparece conversando com um humorista em um ginásio esportivo convertido em espaço de vacinação. O Ministro é questionado pelo humorista que representa as pessoas céticas ou que questionam os imunizantes. Veja!

Vacinação e eleições

A aparição de Netanyahu, acontece em um contexto eleitoral. No próximo dia 23 de março, os israelenses vão às urnas escolher os novos membros do parlamento do país. Além disso, Israel é atualmente, um dos países mais avançado em relação a vacinação no mundo, e na última sexta-feira (26) havia aplicado 91 doses para cada 100 pessoas. A vacina usada no país é a da Pfizer, a qual demanda duas doses para atingir sua eficácia máxima.

No domingo (28), o país lançou um programa de vantagens para os israelenses que já haviam tomado as duas doses da vacina.

Essas pessoas receberam um "passaporte verde", que as autoriza a visitar centros esportivos, teatros, museus e hotéis. Porém, as autoridades sanitárias do país continuam alertando para que a população continue usando máscaras e respeitando o distanciamento social, além de claro, lavar as mãos frequentemente.

Conversa com Bolsonaro

Apesar dos dois líderes terem adotado estratégias diferentes em relação ao combate a pandemia, Bolsonaro e Netanyahu são aliados no cenário internacional. Em 2019, o presidente do Brasil foi recebido pelo israelense em uma visita oficial de três dias a Israel. 

Em 13 de fevereiro, Netanyahu divulgou em sua conta no Twitter que havia conversado com Bolsonaro para tratar do desenvolvimento conjunto de tratamentos e vacinas contra a covid-19.

Depois, o presidente brasileiro afirmou que pretendia importar um remédio experimental israelense em forma de spray para testá-lo no Brasil, e que pediria autorização emergencial da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para seu uso. 

O remédio é destinado ao tratamento de pacientes com covid-19 em casos graves, no entanto, ainda está na fase inicial de testes.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS