Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$

Notícias / Mundo-Notícias

ALGUÉM JÁ EXPERIMENTOU?

Mulher que teve covid-19 relata que toda comida tem gosto de 'cachorro molhado'

Muitos pacientes que enfrentaram a covid-19 também perderam o olfato e o paladar durante um tempo após se recuperarem

segunda-feira, 01/02/2021, 16:09 - Atualizado em 01/02/2021, 16:09 - Autor: Com informações do Daily Star


| Reprodução

Um dos sintomas relatados pelos pacientes que contraíram a covid-19 é a falta de paladar e olfato. Após passarem pelo período de tratamento da doença, algumas pessoas afirmam que sofreram algum tipo de alteração em algum desses sentidos, como é o caso de Clare Freer, que mesmo após quase um ano de ter sido contaminada pelo coronavírus, ainda não conseguiu recuperar o olfato, de acordo com o Daily Star. 

A mulher, que tem 47 anos, diz sentir gosto e cheiro de "cachorro molhado e perfume rançoso" ao tentar comer qualquer tipo de alimento. Clare conta que tudo o que tenta comer tem um gosto nojento. Até mesmo beber água se tornou um tormento para ela, pois agora o líquido apresenta um cheiro podre. 

Atualmente, Clare sua alimentação é feita apenas com sanduíches de cereal e queijo, já que qualquer outra comida a deixa com "vontade de vomitar", declara a mulher. 

A higienização da casa onde mora e até mesmo a sua higiene pessoal também sofreram mudanças. A mulher compra todos os produtos domésticos e de higiene pessoal sem cheiro. 

"Tudo me cheira mal - não consigo descrever o cheiro, é uma combinação de cachorros molhados, perfume rançoso, como se algo estivesse queimando ou um produto químico muito forte", disse Clare. "Eu fico tonta com os cheiros e tudo cheira nojento", complementa.

A vida familiar da mulher foi totalmente alterada, já que a mesma não consegue nem sentar à mesa com sua família enquanto eles estão comendo. 

"Como família, não sentamos à mesa há meses porque não suporto ficar na mesma sala que eles enquanto comem", disse ela.

Leia mais:

Vacina e procedimentos estéticos: saiba o que pode acontecer

Garota de programa é morta a tiros em ponto de prostituição no interior do Pará

“A hora do chá é a pior. Fico angustiada e choro porque não sei o que fazer para eles. No início, eu cozinhava refeições normais para eles - usando uma presilha no nariz - mas, eventualmente, tive que parar até mesmo porque estava me deixando doente. Então eu dei a eles refeições de micro-ondas e eu ia sentar no meu quarto enquanto eles comiam", finaliza.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS